28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Cultura

Flivergel debate crimes ambientais da Braskem e encerra hoje com manifesto sururu

Para este sábado, o grande debate será as consequências políticas e culturais do manifesto sururu

Os crimes da Braskem em Maceió foram temas da Flivergel no dia de ontem

Os crimes ambientais da Braskem, responsável pelo afundamento de cinco bairros de Maceió, foram temas da Primeira Festa Literária do Vergel do Lago, nesta sexta-feira, 29.

A palestra para estudantes e moradores do Vergel sobre a destruição que a Braskem causou na capital alagoana foi proferida pela ambientalista Virgínia Miller.

O evento também tratou empreendedorismo social. A Flivergel tem continuidade neste sábado, 30, com uma série de atividades, incluindo oficinas, apresentações artísticas e debates. A programação também contempla a contação de histórias, entre elas sobre a cultura e agro e indígena.

Mas, o grande momento de hoje da Fligervel está reservado ao debate sobre “as consequências políticas e culturais do Manifesto Sururu, do sociólogo Edson Bezerra. Estarão no palco como debatedores, além de Bezerra, Elder Maia, Isadora Padilha, Fernando Magalhães e Fernando Rodrigues.

A expctativa do organizador, Carlito Lima, da feira cultural é fechar o evento com famosa “chave de ouro” pelo brilhantismo das exposições e dos artistas participantes, “normalmente encantam os participantes do evento. Sem dúvida que hoje vai ser mais um grande dia para a cultura alagoana”.

Veja a  Programação Flivergel