25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Hildo Rocha (MDB-MA) saiu do apartamento funcional, mas deixou filho

Deputado não gostou da nova inquilina, deputada eleita Tabata Amaral, ter levado o fato à imprensa

Nesta sexta-feira (1ª), inicia os trabalhos no Legislativo nacional e todos os eleitos deputados e senadores eleitos em todo Brasil assumem seus mandatos. Mas a deputada eleita, Tabata Amaral (PDT-SP), já experimentou um pouco da politicagem do país.

Quando foi ao seu imóvel funcional, que a Câmara havia destinado a ela em Brasília, encontro o filho do deputado que não estava mais lá.

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) era o antigo ocupante e pediu à Casa para ocupar outro apartamento funcional. Mas deixou seu filho no imóvel, que de form alguma quis entregar as chaves para Tabata.

“Procurei a Câmara, expliquei a situação, tentei resolver, mas o deputado falou que eu poderia fazer o barulho que fosse que o filho dele não ia sair”. Tabata Amaral, deputada federal eleita (PDT-SP).

A resposta de Rocha foi à altura de um macaco velho e cheio da petulância que continua na mentalidade de alguns políticos do Brasil:

“É algo muito pequeno para uma deputada levar a história para o jornal”. Hildo Rocha, deputado federal reeleito(MDB-MA).

Ele prometeu entregar o imóvel na data limite, sexta (1º) e afirmou não desocupado ainda porque não tirou todas as coisas de lá. “Não consegui terminar a mudança, até porque a Câmara não ajudou”, disse o deputado, que recebe auxílio moradia e um salário superior a 30 mil reais. E já vai avisando:

“O apartamento está muito danificado. Vai precisar arrumar chuveiro, descarga e pintar para ela poder ocupar”. Tabata, que precisou ficar num hotel pago pelo partido, terá que ficar em outro funcional. A Câmara já garantiu que vai encontrar um novo imóvel para que ela possa se mudar.