15 de julho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Liderança feminina: Presença das mulheres no cooperativismo cresce em mais de 41%

Alagoas é destaque quando se trata da presença feminina em cargos de liderança

Mulheres do Dom associação de Murici formada por 56 cooperadas que cozinham, plantam, vendem e empreendem. Foto: Agência Alagoas

O Anuário do Cooperativismo de 2023 comprovou que a presença feminina nas cooperativas vem ganhando cada vez mais espaço. De acordo com o relatório, houve um crescimento de 41% na participação de mulheres entre os mais de 20 milhões de cooperados brasileiros e Alagoas é destaque quando se trata de cargos de liderança.

A Secretaria Executiva de Cooperativismo, Associativismo e Economia Solidária, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Sedics), tem promovido uma série de iniciativas para ampliar e fortalecer a presença das mulheres no segmento.

Para o secretário Executivo de Gestão Interna, Adaelson Correia, as mulheres desempenham um papel fundamental no cooperativismo, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento e fortalecimento dos empreendimentos de economia solidária.

 “A presença feminina no cooperativismo é essencial para promover a igualdade de gênero e impulsionar o crescimento sustentável das cooperativas de todos os segmentos e até de cooperativas compostas apenas por mulheres”.

Mulheres na Liderança

Um exemplo inspirador é da Lisania Pereira, CEO do Instituto de Mandaver, uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que trabalha para promover a cidadania e a transformação social no bairro Vergel do Lago. Eles oferecem oficinas culturais para crianças e jovens, ações com foco na qualificação profissional e desenvolvimento social.

Para Lisania, a presença feminina no cooperativismo traz um olhar diferenciado para as necessidades da comunidade. “É crucial, afinal, a grande representação feminina da frente cooperativista se dar pela necessidade de sustento da família e por suas habilidades em pensar de forma coletiva”, disse a CEO.

Outro grande exemplo é Vânia Gomes, responsável pela Cooperativa dos Catadores da Vila Emater (COOPVILA). A cooperativa recolhe semanalmente materiais recicláveis em condomínios e instituições públicas e privadas que aceitam participar do programa de coleta seletiva solidária e desenvolve diversas atividades, como o incentivo ao cooperativismo junto aos catadores e catadoras e mobilização social por meio de ações culturais e educativas.

Para Vânia, mesmo com todas as dificuldades, representar a cooperativa é extremamente significativo. “Representar uma cooperativa é você saber que independente de qualquer coisa, você nunca está só. Às vezes estou sentada em qualquer mesa de negociação, olho e reflito que não estou ali sozinha, estou ali representando um coletivo, representando uma comunidade que acredita em mim, que me dá força, que me fortalece”.

Dia da Mulher 

Para o dia 8 de março, o Dia da Mulher é uma data que marca a luta constante do sexo feminino por igualdade de gênero e de direitos culturais, políticos e econômicos. O cooperativismo desempenha um papel fundamental na geração de empregos diretos e indiretos para os alagoanos. O setor, a cada dia, vem alavancando o crescimento econômico no estado, impulsionando a inclusão e o empoderamento das mulheres.