18 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade

Economia

Banco Central diz que atividade econômica do Brasil cresceu 0,69% em novembro

Banco Central diz que atividade econômica do Brasil cresceu 0,69% em novembro

Economia
O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) apresentou alta de 0,69% registrado em novembro de 2021, na comparação com outubro, percentual já dessazonalizado para compensar eventuais diferenças entre os períodos, como o número maior de feriados ou fins de semana. O dado, espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. foi divulgado hoje (17), em Brasília, pelo Banco Central. Apesar da alta, o trimestre ainda apresenta número negativo (-0,79%), devido a sequência anterior de recuos, segundo os números apresentados pela autoridade monetária. Na comparação com novembro de 2020, quando os efeitos da pandemia estavam mais acentuados, o indicador tem alta de 0,43%; e no acumulado do ano (janeiro a novembro de 2021) a variação obs
Fecomércio: Consumo em dezembro teve o melhor desempenho de 2021

Fecomércio: Consumo em dezembro teve o melhor desempenho de 2021

Economia
Pesquisa do Instituto Fecomércio AL realizada em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) demonstra que o ritmo de final de ano repercutiu positivamente na capital alagoana e, em dezembro, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) marcou 95,5 pontos, sendo o maior patamar de todo o ano de 2021. O desempenho marca uma trajetória ascendente com um incremento de 6,4% comparado a agosto do mesmo, quando registrou a menor pontuação com 89,3 pontos. Na variação mensal (nov/dez) houve um incremento de 2,5%, indicando uma tendência de recuperação, tanto que o desempenho de dezembro ultrapassou o do mês de março, até então a maior marca anual com 93,4%. O indicador mensura o grau de satisfação em termos de emprego, renda atual e capacidade de consumo
Combustíveis têm novo aumento a partir desta quarta-feira

Combustíveis têm novo aumento a partir desta quarta-feira

Brasil, Economia
A partir de amanhã (12), depois de 77 dias sem aumentos, a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras. O anúncio foi feito hoje (11) pela companhia, em nota à imprensa. Segundo a empresa, os últimos aumentos ocorreram em 26 de outubro do ano passado. Desde então, o preço cobrado pela Petrobras para a gasolina chegou a ser reduzido em R$ 0,10 litro, em 15 de dezembro. Já o preço do diesel ficou estável. Com a decisão de hoje, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro. “Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de
Com alta de 10,06%, Brasil tem a pior inflação dos últimos 6 anos

Com alta de 10,06%, Brasil tem a pior inflação dos últimos 6 anos

Economia, Expresso
O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a inflação oficial no país, fechou 2021 a 10,06% Esse é o maior nível para um ano desde 2015, quando foi de 10,67%. Em 2020, a inflação foi de 4,52%. O resultado ficou bem acima do centro da meta estabelecida pelo BC (Banco Central) para o ano passado, que era de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos, ou seja, podendo variar entre 2,25% e 5,25%. Em dezembro, a inflação foi de 0,73%, abaixo da taxa de 0,95% registrada em novembro. Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e se referem às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos. Segmentos Em conjunto, transportes, habitação, alimentação e bebidas responderam por cerca de 79% da
Bolsonaro veta lei de refinanciamento de débitos de MEIs e empresas do Simples

Bolsonaro veta lei de refinanciamento de débitos de MEIs e empresas do Simples

Brasil, Economia
Depois de muita disputa entre o Palácio do Planalto e a Economia, o presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou integralmente, nesta sexta-feira (7), o projeto de lei que pretendia abrir um programa de renegociação de débitos tributários para MEIs (microempreendedores individuais) e empresas do Simples Nacional. O chefe do Executivo atendeu ao Ministério da Economia e à AGU (Advocacia-Geral da União), contrários a renegociação sob o argumento de que implicaria risco de violação da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (7). Na volta do ano Legislativo, em fevereiro, parlamentares analisarão o veto, podendo derrubá-lo. “A proposição legislativa incorre em vício de inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse púb
Lyra destaca decisão judicial que impede Petrobras de reajustar preço do gás em AL

Lyra destaca decisão judicial que impede Petrobras de reajustar preço do gás em AL

Economia, Notícias
O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra de Andrade, destacou a importância socioeconômica da decisão da Justiça alagoana, proibindo a Petrobras de reajustar o preço do gás natural distribuído para Alagoas.  Em decisão liminar, o juiz de Direito Pedro Jorge Melro Cansanção deferiu o pedido da Gás de Alagoas S.A (Algás), proibindo a estatal de aumentar o preço até a conclusão do contrato de venda do Polo Alagoas à empresa Origem Energia. Pela decisão da Justiça alagoana, não poderá haver reajuste do preço do gás durante o período de 1º de janeiro de 2022 até a data do fechamento do contrato de venda para a empresa Origem. O Polo da Petrobras em Alagoas foi vendido à empresa em meados do ano passado e, após a celebração, seguem as medidas
Fecomércio calcular que Comércio e Serviços alagoanos devem perder R$ 455 milhões com feriados

Fecomércio calcular que Comércio e Serviços alagoanos devem perder R$ 455 milhões com feriados

Economia
O ano de 2022 trará, a Alagoas, oito feriados nacionais, cinco estaduais e 10 pontos facultativos, totalizando 23 dias. Essa dinâmica no calendário vai impactar na economia, trazendo um prejuízo de R$ 455 milhões aos setores do Comércio e de Serviços em Alagoas, segundo projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL). A estimativa considera que estes setores deixam de movimentar, em média, R$ 65 milhões a cada feriado. O assessor econômico da entidade, Victor Hortencio, diz que os cálculos consideraram os feriados nacionais e o estadual de Emancipação Política, uma vez que a iniciativa privada costuma manter as atividades normalmente nas demais datas, ficando os feriados restritos ao funcionalismo público estadual. “Vale lembr
Saque-aniversário do FGTS de 2022 já está disponível

Saque-aniversário do FGTS de 2022 já está disponível

Economia, Expresso
Os trabalhadores que optarem pelo saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aos poucos começam a ter acesso à cota de 2022. As retiradas ocorrem conforme o mês de aniversário do trabalhador. Cerca de 1,3 milhão de cotistas nascidos em janeiro podem fazer o saque desde a última segunda-feira (3). Criada em 2019 e em vigor desde 2020, essa modalidade permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa. Até agora, cerca de 17,8 milhões de pessoas aderiram ao saque-aniversário. O período de saques começa no primeiro dia útil do mês de aniversário do trabalhador. Os valores ficam disponíveis até o último dia úti
Escalada da inflação e alta de juros podem levar o País à recessão na economia

Escalada da inflação e alta de juros podem levar o País à recessão na economia

Economia
A escalada da inflação no ano passado levou o Banco Central (BC) a aumentar novamente os juros, após ter mantido a taxa básica da economia (Selic) no menor patamar da história, de 2% ao ano, entre agosto de 2020 e março de 2021. A Selic encerrou o ano em 9,25%, ao ano, mesmo patamar de julho de 2017, e caminha de volta ao patamar de dois dígitos ao longo de 2022, preveem especialistas. A alta de juros, porém, não foi suficiente para colocar a inflação dentro do limite de tolerância de 5,25%. Em novembro, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulava alta de 9,26% no ano e de 10,74% em 12 meses. Os dados de dezembro devem confirmar que, pela sexta vez desde 1999, o BC não conseguiu cumprir a meta de inflação fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Em 2001, 2002, 2003 e
Inflação: Ano novo, preço novo volta com força, segundo especialistas

Inflação: Ano novo, preço novo volta com força, segundo especialistas

Brasil, Economia
A velha regra “ano novo, preço novo” deve voltar com força por causa da herança inflacionária de 2021. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) bateu dois dígitos – 10,74% acumulado em 12 meses até novembro – e acendeu o sinal de alerta para empresas, escolas, profissionais liberais, prestadores de serviços, entre outros, reajustarem seus preços pela inflação, a fim de atenuar perdas acumuladas nos últimos meses. A inércia inflacionária, como é conhecida entre os especialistas o mecanismo de aumentar os preços hoje de olho no retrovisor, deve responder pela metade da inflação de 2022, segundo cálculos do economista do Credit Suisse, Lucas Vilela. “A inércia, com certeza, vai ser o principal vilão da inflação em 2022”, afirma. Vilela, que chegou a essa conclusão por meio de e