26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Ronaldo Medeiros critica PEC que visa instituir cobrança de mensalidade nas universidades públicas

Os deputados Antonio Albuquerque e Cabo Bebeto se colocaram contrários às falas de Medeiros

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 206/2019, que tramita na Câmara dos Deputados e tem por finalidade instituir a cobrança de mensalidade nas universidades públicas, foi tema do pronunciamento do deputado Ronaldo Medeiros (PT) durante a sessão ordinária desta terça-feira, 24.

A matéria, de autoria do deputado federal General Paternelli (União Brasil/SP), deve ser votada hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. Ronaldo Medeiros apelou à bancada alagoana no Congresso Nacional para que votem contra a proposta.

O parlamentar observou que, se aprovada, a PEC trará graves consequências, principalmente para os menos favorecidos.

“Enquanto o presidente Lula expandiu o ensino superior, criou novas universidades e interiorizou o ensino superior, um deputado da base do Governo Bolsonaro apresenta proposta para privatizar o ensino superior. E o filho do pobre vai ficar como? Com uma universidade paga? Ele vai poder estudar”?

“Isso é orientação do Palácio do Planalto, porque Bolsonaro não gosta que o filho do pobre estude ou tenha um curso superior. Ele quer elitizar o ensino. Privatizar o ensino superior é mais um grande crime do Governo Bolsonaro”, acusou Ronaldo Medeiros, citando ainda uma matéria veiculada no jornal Folha de São Paulo, informando que o Governo Federal retirou R$ 80,9 milhões dos recursos destinados às pessoas afetadas pela Covid-19.

“Retira e compra tratores, ao invés de ajudar as pessoas que passam fome”, critica o parlamentar.

Em apartes, os deputados Antonio Albuquerque (Republicanos) e Cabo Bebeto (PL) se colocaram contrários às falas de Medeiros.

O primeiro disse que, ao acusar o Bolsonaro de distribuir tratores, Medeiros está se contradizendo, uma vez que o Governo de Alagoas também fez uso de mesmo expediente ao retirar recursos do Fecoep (Fundo de Erradicação e Combate à Pobreza), para distribuir os equipamentos agrícolas.

Já o deputado Cabo Bebeto esclareceu que a PEC 206 vai garantir gratuidade às pessoas que comprovarem não ter condições de pagar as mensalidades dos cursos superiores.