19 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Um gesto nobre de Ciro e a fatura pode vir já no 1º turno

As últimas pesquisas de opinião alimentam a esperança de libertação do Brasil das trevas. A Genial/Quaest, divulgada nessa quarta-feira (11), mostram que Lula tem mais do que a soma dos outros pré-candidatos juntos.

Realizada entre os dias 5 e 8 de maio, a sondagem revela que o ex-presidente segue liderando a corrida presidencial com 46% das intenções de voto contra 29% de Jair Bolsonaro (PL). Isso no primeiro turno.

Veja o cenário:

Lula (PT): 46%

Bolsonaro (PL): 29%

Ciro Gomes (PDT): 7%

João Doria (PSDB): 3%

André Janones (Avante): 3%

Simone Tebet (MDB): 1%

Felipe D’Ávila (Novo): 1%

Luciano Bivar (União Brasil): 0%

Branco/Nulo/Não vai votar: 6%

Não sabe: 3%

Caso haja segundo turno, a vantagem se amplia. Lula venceria Bolsonaro por 54% x 34%.

Ainda é cedo para se cantar vitória. Mesmo com a alta da inflação, dos combustíveis, com a qualidade de vida se deteriorando a cada dia e da postura explicitamente perversa do candidato à reeleição, o percentual da população com déficit cognitivo e um título de eleitor é alto. Esses votos são de Bolsonaro.

Durante a campanha para valer, o nível de mentiras e de campanhas de difamação nas redes deve ser maior do que a inflação bolsonarista, a mais alta em quase em três décadas. Além disso, com as ameaças de golpe, as instituições brasileiras passarão pelo seu maior teste desde a redemocratização.

Sobre a possibilidade de o Brasil dar adeus a Bolsonaro ainda no primeiro turno, que não pode ser descartada, o jornalista Fábio Pannunzio tem uma tese interessante. “Quando o juiz ladrão saiu da disputa, os votos dele migraram para o Bozo. O mesmo aconteceria se o Ciro Gomes e o Lula se acertassem. O Bozo tomaria um 7 X 1 no primeiro turno. Fora os chiliques atuais, Ciro é um quadro excelente que ornaria muito bem com um governo de coalizão”.

O PDT já bateu o pé. Carlos Lupi, presidente do PDT, já anunciou que a candidatura de Ciro Gomes à Presidência é irreversível em conversa com Lula. Na política, esse tipo de discurso não deve ser levado a sério. Serve apenas para valorizar o passe do jogador. Com apenas 6% nas pesquisas, vendo o segundo turno de binóculo, Ciro Gomes bem que poderia se redimir da atitude mimada de 2018 e por os interesses maiores da nação acima do ego.

One Comment

  • Avatar Observador

    Caro jornalista, por esta matéria acredito que voce acredita em papai Noel.
    Candidato que não sai às ruas com medo da reação do povo é o que está à frente das pesquisas só pode ser uma piada.
    O Bolsonaro só tem um adversário, que por sinal é muito perigoso, que é a fraude. O resto não passa de meros concorrentes sem chance nenhuma.

Comments are closed.