28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Dia: 10 de abril de 2022

Ciro Nogueira destina 75% das verbas do FNDE para cidades lideradas pelo Centrão

Ciro Nogueira destina 75% das verbas do FNDE para cidades lideradas pelo Centrão

Brasil
No dia 23 de novembro, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, abriu as portas de seu gabinete no 4º andar do Palácio do Planalto para receber um grupo de prefeitos. Entre eles estava Fabio Macedo (PP), de Betânia, no Piauí, seu reduto eleitoral. Oito dias depois, em 1º de dezembro, o município recebeu R$ 245 mil do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para comprar um caminhão frigorífico, utilizado para transportar merenda escolar. Nogueira praticamente recebeu as chaves dos cofres do MEC e do FNDE para fazer política do Centrão. Com isso vários casos de corrupção foram dennciados no Ministério. Só o FNDE controla R$ 64,78 bilhões. Dinâmica semelhante ocorreu com Corinto Matos (PP), de Marcolândia. Ele foi a Brasília para se encontrar com N
Governo negocia e senadores retiram assinaturas da CPI do MEC

Governo negocia e senadores retiram assinaturas da CPI do MEC

Brasil
Após o senador Randolphe Rodrigues (Rede-AP) conseguir as assintauras para a instalação da CPI do MEC, o Palácio do Planalto colocou uma força tarefa em ação para que parlamentares retirassem as assinaturas. Dois senadores retiraram, após negociação direta com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), líder do Centrão. O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) foi o primeiro a anunciar que retirou a assinatura do ofício que pede a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de corrupção no Ministério da Educação (MEC). Depois dele veio o o senador Styvenson Valentim (Podemos-RN). Com a desistência, a oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PL) passa a ter 25 subscrições ao requerimento - duas a menos do que o número necessário para emplacar