18 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Auxiliares e técnicos em enfermagem protestam na porta do Hospital do Coração

Sindicato é contra a implantação da jornada 12x36h sem a folga semanal.

Auxiliares e técnicos em enfermagem das unidades privadas e filantrópicas de Maceió realizaram, esta quinta (24), um ato na porta do Hospital do Coração, que está propondo a implantação da jornada 12x36h sem a folga semanal.

Outros atos devem acontecer conforme evolução das negociações propostas pelo Sateal (Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem no Estado de Alagoas), que apresentou ofício as empresas repudiando a jornada e propondo um acordo sobre a carga horária.

Também está prevista a realização de manifestação na porta do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/AL)

Dezenas de trabalhadores já se reuniram no Sindicato e formaram o Movimento Unificado dos Profissionais das Unidades Privadas e Filantrópicas de Alagoas, grupo que vai levantar o debate e denunciar as condições de trabalho e salários a que é submetida a categoria.

TST

Embora o Tribunal Superior do Trabalho tenha decidido que a implantação da jornada de 12x36h só seria válida para novos contratos, as empresas de saúde representadas pelo Sindicato dos Hospitais, recorreu da decisão.

A reforma trabalhista prevê a mudança, mas a Lei diz que ela só pode ser aplicada através de acordo firmado com a participação do Sindicato.

“Apesar da Lei prevê, as empresas seguem coagindo os profissionais a assinar a concordância com a aplicação da jornada, gesto ilegal e imoral, pois submeter o trabalhador a tal medida é um risco para a saúde do profissional e dos pacientes por ele atendidos. A responsabilidade desse absurdo é da empresa, que trata o auxiliar e o técnico em enfermagem de maneira humilhante, quando os expõe a condições tão degradantes e ainda querer exigir uma sobrecarga danosa a saúde de maneira geral”. Mário Jorge, presidente do Sateal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.