2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Blog

Banqueiros avisam que não querem CPI da Braskem, criada pelo senador Renan

Banqueiros temem espetáculo e com ele o prejuízo em suas ações

O senador Renan Calheiros foi o autor do pedido de instalação da CPI da Braskem. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado›

Os bancos credores da Novonor (antiga Odebrecht) estão em pé de guerra com o senador Renan Calheiros (MDB) por conta da Braskem.

Ou seja, a CPI que o senador articula para investigar os estragos que a mineradora fez em Maceió não interessa aos banqueiros, segundo apurou a revista Veja.

A questão é que cinco bancos receberam ações da Braskem, como garantia dos empréstimos feitos à Novonor. E esta é uma operação que os banqueiros querem manter sob sete capas.

Uma CPI agora no Senado para investigar a Braskem deve expor as minas do desastre ambiental na capital alagoana e, naturalmente, o caminho do dinheiro percorrido pelos bancos.

Para os banqueiros, a CPI criada por Calheiros tende a ser um “espetáculo” de desvalorização de suas ações.

É a velha pressão do poderoso mercado.