24 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Cartão CRIA alcança a marca de 50 mil famílias inscritas

Meta é atingir 180 mil famílias nesse semestre

Renan Filho anunciou nesta segunda (10), durante a entrega dos cartões CRIA para cinco gestantes e mamães, que, até o final deste semestre, o benefício deverá ser estendido para 180 mil famílias. Foto: Felipe Brasil

O Cartão CRIA atingiu 50 mil famílias beneficiárias em Alagoas. O maior programa de transferência de renda do Brasil, em âmbito estadual, segue com o cadastro aberto para gestantes e crianças com até 5 anos (60 meses) e busca atingir 180 mil inscritos ainda no primeiro semestre.

O anúncio foi feito pelo governador Renan Filho, durante a entrega dos cartões para cinco gestantes e mamães, que está ocorrendo, diariamente, no Palácio República dos Palmares.

“Já são 50 mil famílias, que vivem na pobreza e extrema pobreza, que passam a receber diretamente do Estado, um incremento na renda de R$ 100 reais por mês”. Renan Filho.

No bate-papo com as mães, Renan Filho tirou algumas dúvidas sobre o Cartão CRIA e ouviu depoimento das mamães sobre a importância do programa.

“É uma ajuda muito importante, principalmente para nós que temos filhos e não podemos trabalhar porque não terminamos os estudos. O cartão faz a diferença nas nossas vidas”. Ana Maria Bispo, moradora do Canaã.

Com a nova fase de cadastro, que abrange famílias com crianças de até 5 anos, o Governo do Estado pretende atingir nos próximos dois meses, 180 mil famílias cadastradas. Este número traduz a quantidade de gestantes e famílias com crianças, de até 60 meses, que vivem com renda per capita de até R$ 89,00 reais, cadastradas do Cadúnico.

Para fazer o cadastro, as famílias precisam ter o Número de Identificação Social (NIS), mas não precisam ser beneficiárias do Bolsa Família.

As que possuem o Bolsa podem acumular com o Cartão CRIA, que possuem o mesmo calendário de pagamento. “Além desse reforço no orçamento das famílias, o Cartão CRIA possibilita um maior controle nos pré-natais e vacinação das crianças”, lembrou o governador.