29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Centro Pesqueiro amplia horário de funcionamento e segue preparativos para Semana Santa

Em decorrência da semana santa, Semtabes realiza trabalhos integrados com Visa Maceió e outras secretarias para higienização e capacitação dos permissionários do Centro Pesqueiro do Jaraguá

Centro Pesqueiro amplia horário de funcionamento e segue preparativos para Semana Santa
Foto: Gabriel Moreira / Secom Maceió
Nesta segunda-feira (28), o Centro Pesqueiro do Jaraguá estará em funcionamento para atender os preparativos da Semana Santa. Muitos consumidores já começam a se preparar para não perder as oportunidades e promoções deste momento, e em resposta a isso, os horários de atendimento aos consumidores serão modificados.

Confira os horários de funcionamento

28 de março a 10 de abril, o atendimento ocorrerá das 5h às 17h, todos os dias

11 a 14 de abril, o horário será das 5h às 19h

5 de abril, o horário será reduzido, ocorrendo das 5h às 12h

Capacitação

Nos dias 16 e 17 de março, a Vigilância Sanitária realizou o curso de capacitação para a manipulação correta de alimentos. Foram certificados 85 permissionários que estão aptos a comercializar durante a Semana Santa.

Limpeza

Além disso, a Secretaria do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) realiza, no dia 4 de abril, o mutirão de limpeza que antecede a Semana Santa, para intensificar a limpeza que já ocorre, diariamente, em todos os mercados da capital.

Todas as ações da Prefeitura de Maceió no Centro pesqueiro do Jaraguá e em todos os mercados da capital têm como objetivo melhorar o atendimento, além de trazer maior qualidade aos produtos ofertados, e acima de tudo, garantir a higiene na manipulação dos alimentos comercializados nestes locais.

A Semana Santa é uma data tradicional da Igreja Católica, que este ano ocorre entre os dias 10 a 16 de abril. Neste período, o consumo de peixe aumenta, consideravelmente, devido ao jejum, no qual a ingestão de carne bovina, suína e frango por parte dos cristãos católicos é substituída por peixe e frutos do mar.