24 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Comissão da ALE ouve representantes da BRK, Casal e Arsal sobre desabastecimento na grande Maceió

Desabastecimento ocorreu devido ao rompimento da adutora Sistema Aviação, que fica na parte alta da cidade, de responsabilidade da Casal

Atendendo a um requerimento do deputado Cabo Bebeto (PTC), a Comissão de Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa ouviu nesta quarta-feira, 15, representantes da BRK Ambiental, da Casal e da Arsal.

Na pauta, à prestação dos serviços de água e esgoto na Região Metropolitana de Maceió. A situação do abastecimento na grande Maceió, principalmente na parte alta da cidade, responsabilidade da Casal e da BRK, tem sido debatida diversas vezes na Casa nos últimos dias.

Após a reunião, o deputado Silvio Camelo (PV), que presidiu a audiência, disse que a reunião foi bastante produtiva. Os deputados estipularam um prazo, até 23 de dezembro, para que o sistema volte à normalidade em toda região.

“Estiveram aqui ainda representantes das comunidades atingidas, que puderam fazer seus questionamentos na busca por soluções. Tratamos de questões ligadas a pagamento de contas, abastecimento de água, saneamento e prazos. No dia 23 faremos uma visita técnica ao sistema que está sendo reformado para constatarmos in loco se o problema da falta de água estará resolvido”. Silvio Camelo.

O diretor-presidente da BRK Ambiental, Fernando Mangabeira, apresentou um histórico do processo de concessão na Região Metropolitana, desde quando a empresa venceu o leilão, em setembro de 2020, até quando assume a operação de água, em junho de 2021.

Quanto ao problema da falta de água, ele falou que isso ocorreu devido ao rompimento da adutora Sistema Aviação, que fica na parte alta da cidade.

“Estamos, juntos com a Casal, realizando uma força tarefa para resolver este problema. Enquanto isso, abastecemos a população com carros-pipa e instalação de caixas d’água, além disso teremos reuniões com os líderes comunitários da região atingida. Nossa previsão é que no dia 20 de dezembro a obra seja entregue e, consequentemente, o abastecimento de água normalizado”. Fernando Mangabeira.

O presidente da Casal, Clécio Falcão, destacou a importância do órgão nestes anos para a melhoria do abastecimento de água no Estado de Alagoas e ressaltou a parceria com a BRK Ambiental para resolver o problema.

“O rompimento da adutora Aviação é de responsabilidade da Casal, o que pedimos foi o apoio da BRK para darmos uma resposta mais rápida à população. Essa adutora alcança 5% da população de Maceió. É um sistema isolado, não é interligado, por isso vem acontecendo este problema nos bairros da parte alta da cidade. Mas estamos resolvendo”. Clécio Falcão.

A presidente da Arsal, Camilla Ferraz, disse que o órgão vem cumprindo com o seu papel de agência reguladora e que suspendeu algumas faturas de localidades onde a água não está chegando.

“Estamos ainda discutindo com os setores técnico e jurídico como melhorar o abastecimento. Acompanhamos de perto as obras e debatemos como melhorar o sistema de comunicação entre a empresa concessionária e a sociedade. Nós, da Arsal, ainda temos um telefone 0800, que fica à disposição para qualquer reclamação”. Camilla Ferraz.

Participaram ainda da audiência os deputados Ronaldo Medeiros (MDB), Cabo Bebeto (PTC), Cibele Moura (PSDB), Jó Pereira (MDB), Davi Maia (DEM), Francisco Tenório (PMN), Tarcizo Freire (PP) e Dudu Ronalsa (PSDB), além do secretários da Fazenda, George Santoro e o do Planejamento, Fabrício Marques; dos vereadores por Maceió, Francisco Filho e Brivaldo Marques e representantes do Procon, da Seinfra e lideranças comunitárias.