25 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Coordenador do Sesi recebe título de Cidadão Honorário de Maceió

Uruguaio, Pablo Lucini ganhou honraria do vereador Eduardo Canuto por décadas de trabalho junto a pessoas com deficiência

Título foi entregue na última segunda-feira, 11 | Divulgação

A Câmara de Maceió concedeu o título de Cidadão Honorário de Maceió ao professor Pablo Lucini, coordenador do Programa Sesi Pessoas com Deficiência (PSPCD). A homenagem foi entregue durante sessão solene realizada na última segunda-feira, 11. A honraria foi proposta pelo vereador Eduardo Canuto.

O PSPCD promove a inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte, como natação, atletismo, futebol e basquete. É uma iniciativa do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Alagoas que transforma vidas e revela talentos. Uma das iniciativas de grandes resultados é o basquete para autistas, que tem promovido avanços e mudanças positivas para pais e alunos.

Recentemente, o programa revelou Willian Costa, nadador cego de 29 anos ganhador de duas medalhas de ouro nos Jogos do Paradesporto de Alagoas, realizados em Arapiraca. No final de 2021, o atleta do Sesi Alagoas Carlos Antônio Guedes do Nascimento ficou em segundo lugar na categoria cadeirantes da Corrida de São Silvestre, em São Paulo. O colega, Givaldo Augusto dos Santos, chegou entre os seis primeiros na mesma categoria da mais tradicional prova do país.

História

Pablo Gerardo Lucini Guadalupe nasceu em 20 de janeiro de 1964, em Montevidéu, no Uruguai. Ele é casado com Maria José Rodrigues e é pai de Antonella, Mikaelly e Sophia. Professor de educação física, formado pela Universidade da República Oriental do Uruguai, possui curso técnico em hidroterapia e de treinador de basquete.

Foi atleta do Club Atlético Aguada e do Club Atenas, ambos no Uruguai, onde ainda atuou como técnico na Associação de Basquete em Cadeiras de Rodas (OMPLI). No Brasil, liderou os clubes de basquete Sogipa (Porto Alegre-RS). No Rio de Janeiro, contribuiu com o Tijuca Tênis Clube e o Clube América.

Veio para Alagoas em 1998, a convite da Federação, para treinar a seleção alagoana de basquete, bem como o basquete em cadeiras de rodas na Pestallozi e Adefal. Em Arapiraca, trabalhou com reabilitação com hidroterapia e foi técnico do time de basquete do ASA. Há 20 anos, coordena o PSPCD.