25 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Depois de chamar servidor de parasita, Guedes diz que dar aumento é jogar todos na lama

O País virou de cabeça para baixo, a desumanidade ocupou espaços, a intolerância e ódio se fizeram marcas, a partir de uma gente que emergiu dos esgotos

O ministro Paulo Guedes: aumento salarial é jogar tudo na lama.

O Ministro Paulo Guedes,  em carta ao presidente Jair Bolsonaro, já mandou dizer que não quer nem saber de reajuste salarial para os servidores públicos federais.

Guedes é aquele ser que se acha imperador. Arrogante, mentiroso e bufão.  E com esse perfil tem atacado como pode as diversas categorias do funcionalismo público.

Já chamou servidores de vagabundos, parasitas e agora diz ao presidente da República que se der aumento salarial vão todos parar no “meio da lama”, como em Brumadinho (MG).

O ser é de fato asqueroso. Ele não pensa nos pais e mães de famílias que há anos cumprem suas missões dentro das repartições públicas, tocando a máquina do País.

A preocupação dele é apenas com os seus colegas do mercado financeiro que embalam seus lucros e os levam para offshores em paraísos fiscais.

Esse tem sido o tipo de gente que hoje domina as relações e decisões de governo. Nada de empatia, solidariedade e respeito aos semelhantes. Só acintosos achincalhes.

O País virou de cabeça para baixo, a desumanidade ocupou espaços, a intolerância e o ódio se fizeram marcas, a partir de uma gente que emergiu dos esgotos, exatamente para jogar os desafetos na lama.

Tal como recomenda o senhor Paulo Guedes.