18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Educação e Saúde preparam ambientes lúdicos para as crianças se vacinarem contra a Covid-19

Crianças podem brincar, fazer pinturas e lanches enquanto aguardam para se imunizarem nos quatro pontos fixos de imunização

Educação e Saúde preparam ambientes lúdicos para as crianças se vacinarem contra a Covid-19
Os pontos fixos contam com mesinhas de pinturas, brinquedos e personagens infantis. Foto Julita Bittencourt/Ascom Semed
A Prefeitura de Maceió, através das Secretarias Municipais de Saúde e de Educação, preparou um ambiente criativo e lúdico para atrair e entreter a criançada nos quatro pontos fixos de vacinação contra a Covid-19, instalados no Maceió Shopping (Mangabeiras), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom) e Papódromo (Vergel). Nesta segunda-feira (17), teve início a imunização para o público de 5 a 11 anos com deficiência permanente e/ou comorbidades.

Nos locais de vacinação as crianças poderão se divertir enquanto aguardam o momento de se imunizar. Personagens temáticos do universo infantil animam os pequenos com muita brincadeira e música. A criançada também aproveita o momento para cuidar da saúde e que curte a decoração colorida, brinquedos, mesinhas para pinturas, livros infantis e até lanches.

Jéssica Caroline é mãe de Davi, 7 anos, que tem transtorno do espectro autista (TEA), e não perdeu tempo ao trazer o filho para se vacinar com a Covid-19. Emocionada, a mãe agradeceu à ciência e garantiu a imunização do pequeno Davi.

“É com muita alegria que eu trago ele para essa prevenção. Como todos já sabem, a vacina salva vidas, então, viva a ciência e viva o SUS”, disse Jéssica.

Toda a estrutura foi pensada com muito carinho pelas equipes com objetivo de que a criança se sinta mais segura ao se vacinar.

“O prefeito JHC determinou que fizéssemos um ambiente lúdico e propício para que as crianças se sintam seguras e acolhidas. Então, a prefeitura disponibilizou equipes de animação, brinquedos, lanches e livros para todas as crianças que forem se vacinar. E essa ação prosseguirá pelas próximas semanas”, salientou o Secretário de Educação de Maceió, professor Elder Maia.

Prioridades – Maceió seguirá os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde para vacinação de crianças, começando, hoje (17), pelas crianças com deficiência permanente ou comorbidades, e seguirá em ordem decrescente de idade, conforme a disponibilidade de doses. Em seguida serão vacinadas as crianças sem comorbidades, conforme orienta o MS, também começando pela faixa etária de 11 anos. As demais faixas de público serão anunciadas nos dias seguintes. Saiba mais sobre as prioridades, clicando nos links abaixo.

Descrição das comorbidades incluídas como prioritárias

Pessoas com Deficiência – Plano de Vacinação

Documentação necessária

Para vacinar crianças será necessário apresentar a caderneta de vacinação da criança + CPF ou Cartão SUS e documento de identificação do pai ou mãe.

Caso os pais não estejam presentes é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA + cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação + caderneta de vacinação da criança + CPF ou Cartão SUS.

Termo de assentimento para o público infantil de 5 a 11 anos

Caso a criança não tenha CPF ou Cartão do SUS será necessário apresentação da certidão de nascimento. Para as crianças com comorbidades também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.

Público estimado

O público estimado de crianças de 5 a 11 anos em Maceió é de 106.341, no total, sendo 12.300 de 5 anos, 13.261 de 6, 14.303 de 7, 14.858 de 8, 16.224 de 9, 18.716 de 10 e 16.679 de 11 anos.

Salvo as crianças com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde não exigirá prescrição médica nem cadastro prévio para a vacinação de crianças que deverão estar obrigatoriamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis, e na ausência destes, por adulto com declaração de autorização assinada pelos pais.

Características

A vacina da Pfizer para crianças será aplicada em duas doses, com intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose, segundo recomendação da Anvisa. Ainda não há definição se haverá dose de reforço para as crianças. Por precaução, a Anvisa recomendou que haja um tempo mínimo de 15 dias entre a aplicação a vacina da Covid e outras do calendário infantil.

A dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes da dos adultos. O frasco da vacina para crianças também terá uma cor diferente da aplicada em adultos, para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina. A tampa e a tarja na embalagem são de cor laranja, para diferir da outra, que é roxa.

Para fortalecer a segurança, a Anvisa também ressalta que as medidas não farmacológicas de prevenção contra a Covid-19, como distanciamento social, lavagem e higienização das mãos e uso de máscara continuam recomendadas para pessoas de todas as idades.