25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Fecha tudo: Governo de Alagoas decreta situação de emergência em todo Estado

Regras que estabelecem o isolamento social passam a valer a partir da meia noite desta sexta-feira.

Foto: Dárcio Monteiro / Secom

O governador Renan Filho acaba de anunciar decreto de Emergência em Saúde para todo o estado de Alagoas. A ordem é fechar tudo: comércio, indústria, lazer, templos religiosos, shoppings, galerias, lanchonetes, bares e restaurantes pelo período de 10 dias, deixando apenas os serviços essenciais. O decreto estabelece, também, a suspensão da frequência a barracas de praia, lagoa, rio e piscinas públicas ou quaisquer outros locais de uso coletivo e que permitam a aglomeração de pessoas.

O governo anunciou que haverá fiscalização, com participação da polícia e guarda municipal, e punição em caso de desobediência. O estabelecimento que estiver entre as restrições e insistir em funcionar, poderá inclusive perder a licença de funcionamento, anunciou o prefeito Rui Palmeira.

Estão autorizados a funcionar apenas os serviços considerados essenciais: entre eles farmácias, supermercados, bancos e loterias, lavanderias e oficinas mecânicas. Também não serão afetados os órgãos de imprensa e meios de comunicação e telecomunicações, estabelecimentos médicos, odontológicos para emergências, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, serviços psicológicos, clínicas de fisioterapia e de vacinação; distribuidoras e revendedoras de água e gás, distribuidores de energia elétrica, serviços de segurança privada, postos de combustíveis, funerárias, estabelecimentos bancários, lotéricas, padarias, clínicas veterinárias e lojas de produtos para animais.

Na indústria, podem funcionar as do ramo farmacêutico, químico, alimentício, de bebidas, produtos hospitalares ou laboratoriais, gás, energia, água mineral, produtos de limpeza e de higiene pessoal, bem como os respectivos fornecedores e distribuidores desses produtos. As obras de construção públicas e privadas também não são afetadas, por enquanto.

A partir da meia noite de hoje, quando o decreto entra em vigor, a orientação geral é ficar em casa, em regime de isolamento social, e as pessoas com qualquer sintoma de gripe estão proibidas de sair de casa por 14 dias.

O decreto acaba de ser anunciado em entrevista coletiva online, pelo governador, ao lado do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, de secretários do Estado e do Município, e do prefeito Hugo Wanderley, representando a Associação dos Municípios Alagoanos.