28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Economia

Fecomércio apresenta dados de pesquisa inédita sobre o Centro para Aliança Comercial

Levantamento tem o propósito de nortear ações e políticas públicas voltadas para melhorias no calçadão do Comércio

O fortalecimento da parceria entre a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) e a Aliança Comercial de Maceió vem resultando em ações importantes para o Comércio.

Um dos frutos dessa maior aproximação é a nova pesquisa do Instituto Fecomércio, idealizada com o objetivo de traçar um panorama sobre o Centro da capital alagoana e, com isso, ajudar a nortear ações e políticas públicas voltadas para melhorias no calçadão.

Em reunião nesta terça-feira (26), o presidente da Federação, Gilton Lima, e a equipe do Instituto Fecomércio, coordenada pelo economista Victor Hortencio, apresentaram para a diretoria da Aliança Comercial os dados obtidos com a pesquisa, que, a partir de aspectos socioeconômicos, traduz pela primeira vez, em números, o cotidiano, o público e a abrangência de um dos setores que mais emprega em Alagoas.

Para Lima, essa conquista é um passo importante para o estado, em termos de contribuição para a tomada de decisão no tocante a políticas públicas, e reflete o esforço de sua gestão ao buscar uma maior aproximação com a categoria.

“Desde que assumi a presidência da Fecomércio, venho fortalecendo cada vez mais a defesa do empresário. E quanto mais pudermos nos unir para tornar o Centro um lugar melhor, com certeza, estaremos de portas abertas”.

De acordo com a presidente da Aliança Comercial, Andreia Geraldo, com os dados da pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio em mãos, é possível buscar, junto ao poder público, ações mais assertivas com potencial para beneficiar não só empresários e comerciários, mas a sociedade alagoana como um todo.

“A data de hoje é uma data muito esperada pela Aliança Comercial. Essa pesquisa é muito importante para nós. E, apesar de estar mergulhada no Centro há 26 anos, os dados me surpreendem. Eles vão nos ajudar muito”, concluiu, em tom de agradecimento pelo apoio e pelo trabalho realizado pela Fecomércio AL.

Após ajustes finais, a pesquisa será disponibilizada na íntegra com gráficos e relatório em www.fecomercio-al.com.br/instituto.