25 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Esportes

Fifa determina que Rússia jogue sem hino, nem bandeira e com outro nome

Adversários na respescagem criticam posição e seguem decididos a não jogar contra a Rússia

A Fifa decidiu ontem, (27) suas primeiras medidas após a invasão russa na Ucrânia, condenar a ação e determinou que o país atue sem hino e bandeira. Assim como nos últimos Jogos Olímpicos, o país atuará com outra denominação: ‘União Russa de Futebol’.

Além das restrições do nome do país e do uso da bandeira, nenhuma competição internacional será disputada no território da Rússia. Ou seja, a seleção terá que mandar seus jogos em território neutro e sem espectadores.

As medidas do conselho da Fifa foram tomadas em coordenação com a Uefa e com os seis presidentes de Confederações. Elas também seguem as recomendações do COI (Comitê Olímpico Internacional). Medidas ou sanções adicionais, incluindo uma possível exclusão das competições, não estão descartadas no futuro próximo.

Adversários

A Federação Polonesa de Futebol, da Associação de Futebol da República Tcheca e da Federação Sueca de Futebol não querem enfrentar a Rússia na repescagem da Copa do Qatar, por causa da invasão na Ucrânia.

O pacote de punições anunciado pela Fifa contra a Rússia foi motivo de críticas das Polônia e da Suécia, dois países que se recusam a enfrentar os russos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Neste domingo a Fifa anunciou que a seleção russa não poderá competir sob a bandeira da Rússia, seu hino não poderá ser tocado nos jogos e todas as suas partidas como mandante serão disputadas em campo neutro e com portões fechados.

A Polônia, que deveria enfrentar a Rússia em 24 de março, reagiu por meio de um comunicado publicado no Twitter pelo presidente da federação, Cezary Kulesza:

“A decisão da FIFA de hoje é inaceitável para nós. Na situação da guerra na Ucrânia, não estamos interessados no jogo das aparências. Nossa posição continua a mesma: a seleção polonesa NÃO JOGARÁ contra a Rússia na repescagem, independentemente do nome da seleção russa”.

A reação foi a mesma na Suécia, que tem como rival a República Tcheca nas Eliminatórias. Quem vencer este duelo vai enfrentar o vencedor de Rússia e Polônia.