21 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Fiscalização da SMTT registra infrações e 23 ônibus são lacrados em Maceió

Sinturb já encaminhou notificações às empresas para os reparos necessários dos veículos

Equipes fiscalizam coletivos em Maceió. Foto: SMTT

Com o objetivo de checar as condições dos coletivos que operam no Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió (SIMM), fiscais da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) atuaram em terminais do Benedito Bentes, Eustáquio Gomes, Village Campestre, Cruz das Almas e Fernão Velho. Na operação, 23 coletivos foram lacrados e 13 infrações foram registradas.

Os veículos autuados só serão liberados para realizar o transporte de passageiros após a regularização dos problemas e mediante nova vistoria. As principais irregularidades encontradas foram: problemas com elevadores de acessibilidade, bancos e pisos danificados e cigarras inoperantes.

Problemas com elevadores de acessibilidade foram constatados durante as fiscalizações. Foto: SMTT

“Esse trabalho é fundamental para a prestação de um bom serviço à população. Enquanto órgão gestor, cabe à SMTT garantir que os coletivos urbanos disponham das devidas condições de segurança para o transporte dos cidadãos”. Paula Isanelle, diretora do SIMM.

Participação cidadã

Os maceioenses contam com dois canais exclusivos para denúncias relacionadas ao transporte público. No WhatsApp pelo número (82) 98134-6858 ou pelo Disque SMTT, no número 118.

O Disque SMTT funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Dados, como horário da ocorrência; número de ordem do veículo, presente na frente, lateral e traseira dos ônibus; além da identificação da linha são importantes.

Outro lado

Através de assessoria, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) informou que todas as notificações feitas pela SMTT já foram encaminhadas às empresas, que prontamente iniciaram os reparos necessários.

“O Sinturb reitera que, infelizmente, algumas das avarias apontadas pela fiscalização, como bancos rasgados e cigarras danificadas, são decorrentes de mau uso e vandalismo durante a circulação, mas ressalta que em breve os veículos que foram lacrados estarão de volta à operação diária”. Assessoria do Sinturb.