20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Mundo

Homem que escondeu sintomas da covid-19 morre durante voo e desespera passageiros

179 estavam a bordo e já se sabe que um passageiro que auxiliou com massagem cardiorrespiratória está com sintomas da doença

Original do TMZ

Um homem morreu e sua esposa informa aos paramédicos que ele estava com covid-19. E isso tudo aconteceu em 7 de dezembro, no confinamento de um voo da United Airlines, diante de dezenas de passageiros desesperados com o que testemunharam.

O avião, que partiu de Orlando com destino a Los Angeles, precisou fazer um pouso de emergência em Nova Orleans após a tripulação tomar conhecimento do estado de saúde do passageiro.

A mulher do homem comentou que ele tinha um exame marcado para saber se estava ou não com a doença provocada pelo coronavírus.

Segundo passageiros, ele estava tremendo, suando e com dificuldade para respirar antes mesmo da decolagem. Após o pouso de emergência, médicos foram autorizados a entrar no avião, mas o passageiro foi declarado morto no hospital.

Segundo a companhia aérea, o homem e a família mentiram sobre o seu estado de saúde ao preencher o formulário para o voo. Vários passageiros questionaram os protocolos da companhia após o incidente.

A passageira Jo LaFlame mencionou que o homem sentado atrás dela no voo “morreu de covid”. “Como você sabe que é covid? Porque a mulher confirmou enquanto falava com os paramédicos”, escreveu ela. Em outra postagem, ela criticou o voo ter sido retomado na mesma aeronave com todos expostos aos vírus.

Outro passageiro, Robert Reves, relatou que inicialmente todos achavam que ele tinha morrido após uma parada cardíaca. “Mas a mulher dele rapidamente falou que ele estava apresentando dificuldade para respirar, não estava sentindo gosto e cheiros”, escreveu ele.

Tony Adalpa foi o passageiro que mais se envolveu na situação e disse que os médicos levaram 45 minutos para entrar no avião. Nesse tempo, algumas pessoas tentaram reanimar a vítima.

“Sabia dos riscos envolvidos na realização de massagem cardiorrespiratória em alguém com chances de ter covid, mas optei por fazê-lo de qualquer maneira. Falei com a mulher do passageiro sobre seu histórico médico e ela nunca mencionou que ele estava doente, mas disse que ele tinha um teste agendado em Los Angeles”. Tony Adalpa.

Adalpa contou ainda que fez um exame e apresenta sintomas. Ele aguarda agora o resultado de um segundo exame de covid.

“Passei o resto do vôo coberto com meu próprio suor e com a urina daquele homem. Desde então, eu mesmo me sinto sintomático e aguardo os resultados do meu segundo teste”. Tony Adalpa.

Apenas após a imprensa moticiar, a United Airlines está entrando em contato com todos os 179 passageiros do voo para alertá-los sobre possíveis sintomas. Em nota, a companhia lamentou o episódio.