28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Lugar de Família é na Escola é ampliado e terá mais 12 escolas abertas nos finais de semana

A partir do dia 9 começa a segunda fase do projeto que agora terá mais de 20 escolas participantes

Programa Lugar de Família é na Escola é ampliado e terá mais 12 escolas abertas nos finais de semana
Programa abriu as portas de escolas da rede em diversos bairros para a comunidade produzir atividades culturais e esportivas. Foto: Janaina Farias/Ascom Semed

Devido à adesão da comunidade e entendendo a necessidade da população, o Programa Lugar de Família é na Escola contará com mais 12 novas unidades educacionais que abrirão as portas para as famílias realizarem atividades de arte, cultura e esporte. A partir do próximo sábado (9) começa a segunda fase do programa que agora terá 21 escolas participantes.

São elas: Escola Municipal Paulo Bandeira, no Benedito Bentes, escola Doutor Orlando Araújo, na Ponta Verde, escola Antídio Vieira, no Trapiche da Barra, escola Doutor Baltazar, no Jacintinho, escola Pompeu Sarmento, no Barro Duro, Escola Dom Helder Câmara, no Feitosa, escola Denisson Menezes, escola Silvia Celina e escola Corintho da Paz, todas na Cidade Universitária, escola Sergio Luiz Pessoa Braga, na Chã da Jaqueira e, escola Manoel Pedro, no Santos Dumont, e por fim, a escola Floriano Peixoto, em Ipioca.

As escolas contam com estrutura adequada, entre pátios e quadras cobertos, ginásios e vestiários, entre outros espaços, que ficarão à disposição da população.

Secretário Elder Maia falou da importância de ampliar o programa. Foto: Ascom Semed

“É mais uma conquista, mais uma ampliação de oportunidades de lazer, cidadania, inclusão e dignidade para toda a comunidade abraçar a escola e fazer dela seu lugar de interação, de desenvolvimento humano, seja através da cultura, da arte, do esporte”, destacou o secretário de Educação de Maceió e professor, Elder Maia.

O coordenador geral do programa, Nycholas Pires, falou sobre a ampliação do projeto que foi abraçado pelas pessoas, que precisavam de espaços e equipamentos públicos para praticarem atividades culturais e esportivas.

“Desde o início nós já imaginávamos que a comunidade estava necessitando de espaços e equipamentos públicos para desenvolver tais atividades. Por isso, iniciamos com nove escolas e a comunidade se engajou. Foram diversos projetos desenvolvidos, times de futsal e handebol treinando nas nossas quadras, assim como as maiores quadrilhas juninas utilizando nossos pátios para ensaiarem”, disse.

As unidades que aderiram ao programa ainda na primeira fase são as Escolas Municipais Lenilto Alves e a Eulina Alencar, no Jacintinho. Na Ponta Grossa, as escolas Nosso Lar I e Lindolfo Collor. No Vergel do Lago, a Rui Palmeira. No Tabuleiro, a Natalina Costa. No Poço, a Maria José Carrascosa. Em Cruz das Almas, a Pedro Barbosa Junior. Já em Fernão Velho, a Hermínio Cardoso.

O coordenador também falou do sucesso do Lugar de Família é na Escola. “Com duas semanas do programa nós já havíamos preenchido as agendas das escolas para os próximos seis meses. Por isso, identificamos e preparamos essa segunda fase que contará com mais doze escolas, exatamente por causa dessa demanda da comunidade utilizar todos esses espaços, que são deles por direito”, pontuou Nycholas Pires.

Para agendamento de atividades nos espaços das escolas, moradores, lideranças comunitárias e conselheiros tutelares podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp do programa, através do número (82) 9974-7636.