24 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Ministro do Turismo quer fim das regras de controle nas viagens de Cruzeiros

Temporadas de Cruzeiros foram suspensas até o dia 21, depois de nova onda de Covid entre passageiros

Viagens de Cruzeiros estão suspensas até o dia 21

Não importam os casos de Covid-19 para o ministro do Turismo, Gilson Machado. Ele defende que sejam afrouxadas, urgentemente, as regras de controle e protocolos sanitários em viagens de cruzeiros para permitir a retomada das embarcações.

A Clia Brasil, associação que representa as companhias de navios de cruzeiros no país, anunciou a suspensão das novas operações nos portos brasileiros até o dia 21 de janeiro.

Machado afirma que o governo deveria adotar protocolo mais brando para a variante ômicron, que, na leitura do ministro, não gera tanto impacto como outras formas do vírus.

“É preciso adequar (a portaria) com a ômicron, porque ela não está gerando pressão nos hospitais. Mas a palavra é do ministro da Saúde. Eu torço para que haja esse entendimento”, disse ele à reportagem nesta segunda-feira (3).

Estudos ainda preliminares indicam que a ômicron causa quadros menos graves mesmo em idosos, mas é mais contagiosa. Mesmo com estes dados, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pede restrições ainda mais duras e a suspensão da temporada de cruzeiros.

“A recomendação da Agência leva em consideração a mudança rápida no cenário epidemiológico, o risco de prejuízos à saúde dos passageiros e a imprevisibilidade das operações neste momento”, afirma nota da agência publicada no domingo (2).

A recomendação da Anvisa ainda está em avaliação no governo. Em reunião nesta segunda, representantes de ministérios decidiram não alterar as regras sobre as embarcações, ao menos por ora, sob argumento de que as próprias companhias de cruzeiros se anteciparam e anunciaram a suspensão de novas viagens.

Depois do encontro e da iniciativa das empresas, a Casa Civil divulgou uma nota confirmando a suspensão das atividades dos cruzeiros.