20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Morte da promotora Juçara Suruagy deixa enlutado o Ministério Público

Ela estava internada para se tratar da Covid-19

Promotora de Justiça, Juçara Suruagy, mais uma vítima da Covid-19

A morte da promotora de justiça de Alagoas, Juçara Tavares Suruagy do Amaral, vítima da Covid-19, deixa de luto o Ministério Público Estadual (MPE).

Ela estava internada na MedRadius, em Maceió com problemas respiratórios e foi levada à UTI onde não resistiu à força do vírus.

O MPE emitiu nota decretando luto de 3 dias na instituição e manifestando solidariedade aos familiares da promotora e colegas de parquet.

Dis a nota assinada pelo Procurador Geral de Justiça, Marcio Roberto:

“Neste momento de tamanha dor, desejamos fé e resiliência aos familiares e amigos, para que todos possam enfrentar essa partida tão repentina. E, quanto à Juçara, fica a nossa certeza de que, a partir de agora, ela distribuirá justiça em outro plano. Mais uma vez, reforçamos a necessidade para que cada cidadão alagoano preserve e cuide dos seus, adotando todas as medidas recomendadas pelas autoridades sanitárias e de saúde. É que, somente aqui em Alagoas, nas últimas 24 horas, o novo coronavírus fez 16 vítimas fatais, com a descoberta de mais 697 casos. Além disso, a ocupação hospitalar dos leitos de UTI está comprometida em 83%. Portanto, precisamos nos unir na preservação de vidas. Essa é uma batalha que tem que ser travada de forma coletiva”.

Juçara Suruagy era funcionária do MPE há 34 anos. Iniciou a carreira em 1987, atuando no interior do Estado e, posteriormente, na capital alagoana.