28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Paulão acusa Bolsonaro de perseguir trabalhador que busca aposentadoria

Deputado diz que há uma ação criminosa na previdência, que hoje tem Mais de 1,4 milhão de pessoas na fila à espera do INSS.

 

Paulão: Bolsonaro persegue aposentados pobres, servidores públicos e trabalhadores em geral

A fila de mais de 1,4 milhão de segurados do INSS na perícia é, segundo o deputado federal Paulão (PT-AL), um desrespeito e um abuso do governo Jair Bolsonaro contra os trabalhadores e trabalhadoras brasileiras.

Disse ele que dados do próprio Ministério do Trabalho revelaram o drama das pessoas que buscam a aposentadoria, devido as constantes Medidas Provisórias do governo, as quais cortam pagamentos de auxílios que foram conquistados inclusive com medidas judiciais.

“Depois da maldita reforma da previdência, o que se vê hoje é um completo descaso desse desgoverno com as pessoas que buscam a aposentadoria. Esse é sem dúvidas o governo que persegue servidores públicos e trablhadores de um modo geral”, disse Paulão.

O deputado lembrou que nos governos do Partido dos Trabalhadores as pessoas que buscavam a aposentadoria chegavam nas agências do INSS e em 30 minutos a situação era resolvida. “Agora as pessoas ingressam com a solicitação para se aposentar e após 3 meses é que são chamados para a fila dentro de uma agência. A partir daí passam a enfrentar uma peregrinação estúpida, para ao final ainda receberem um não”, destacou.

Esse drama, ainda segundo Paulão, tende a se agravar por que recentemente uma grande leva de trabalhadores  perderam benefícios legítimos e entraram na fila para recuperar seus direitos.

“Isso porque, no último dia 20, o governo editou a edição da Medida Provisória (MP) nº 1113, que autoriza mais uma operação pente-fino em todas as aposentadorias e benefícios pagos após perícia médica, independentemente da época em que foram concedidos. É a perseguição clara e cristalina contra os aposentados, uma gente simples que, em sua maioria, recebe apenas R$ R$ 1.413,00″, acrescentou Paulão.

Destacou ainda que além da perseguição as pessoas que querem se aposentar, o governo ainda maltrata os servidores da previdência, promovendo o sucateamento das agências e piorando as condições de trabalho do pessoal. “É uma ação deliberada e criminosa desse governo contra o servidor público, contra aposentados e todos aqueles que pretendem se aposentar”, concluiu o deputado.