24 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Paulão diz que corte de verbas da Ufal prova que governo quer destruir ensino público

Segundo o deputado, o Ministério da Educação hoje é referência na incompetência

Paulão condena cortes de recursos da Ufal e demais universidades federais

O corte do orçamento da Universidade Federal de Alagoas de R$ 120 milhões para R$ 46 milhões é, segundo o deputado federal Paulão, a prova mais concreta de que o governo Jair Bolsonaro quer acabar com o ensino público.

Segundo o deputado, o desmonte das universidades federais, entre outros ataques fundos de desenvolvimento da educação já constatados, constituem provas de uma gestão contra a educação brasileira.

Paulão disse ainda que o Ministério da Educação é hoje uma referência de incompetência e descaso para com o ensino público no País.

O deputado lembrou que o cortes de verbas para a educação e a ciência colocaram o Brasil à margem do desenvolvimento científico, considerando que o0 governo reduziu a nada os investimentos nos programas de bolsas da Capes e do CNPq.

Ele disse ainda que quando o governo despreza a educação está, simplesmente, destruindo o futuro do País. De acordo com o deputado, a sociedade só vai perceber esse desmonte quando a juventude procurar vagas  nas escolas públicas para estudar e não mais encontrar.

Para o parlamentar é importante que toda a comunidade universitária reflita sobre essa destruição e reaja no sentido de preservar o ensino público e gratuito no País.