24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Por mais de 20h sem receber energia, Helvio Auto mantém funcionamento com gerador

Na operação foram utilizados 900 litros de diesel e Uncisal espera da Equatorial por ressarcimento por outros equipamentos que foram queimados

Operação utilizou mais de 900 litros de óleo diesel para o funcionamento do gerador. Foto: Ascom Helvio Auto

Em decorrência do atraso nos serviços de manutenção de rede executados pela Equatorial Alagoas, o Hospital Escola Dr. Helvio Auto passou cerca de 20 horas sem energia elétrica, de ontem para hoje (dia 10 para o dia 11).

O hospital foi informado por meio de ofício pela Equatorial Alagoas, que a energia seria desligada das 10h às 11h50 da terça-feira, mas o serviço só foi restabelecido totalmente nesta quarta-feira às 6h30.

Importante salientar que mesmo com toda essa dificuldade, o atendimento hospitalar foi mantido pelo uso ininterrupto do gerador. E o fornecimento de energia já foi reestabelecido.

Durante a madrugada, a servidora do plantão administrativo abriu vários protocolos com a Equatorial Alagoas tentando resolver a situação. Ao constatar que a energia não retornaria a tempo, viabilizou o reabastecimento do gerador com mais 150 litros de óleo diesel, pois toda a reserva já havia sido utilizada.

Na operação foram utilizados 900 litros. Importante lembrar que a instituição tinha combustível reserva para reabastecer o equipamento, mas apenas a quantidade segura para o armazenamento do produto, conforme normas estabelecidas.

De acordo com a gerente de Gestão Hospitalar, Alceny Pereira, o Hospital Escola Helvio Auto estava com 5 pacientes intubados e no momento da troca de combustível os aparelhos ficaram funcionando por meio de bateria, que dura entre duas e três horas.

“Graças a celeridade e proatividade dos servidores, não tivemos mais problemas que colocassem em risco a vida dos pacientes, embora alguns serviços tiveram que ser suspensos, como exames de raio-x, e resultados que dependiam do sistema, também não foram gerados em tempo hábil. Pedimos que a Equatorial tenha mais responsabilidade com os hospitais desta região do Trapiche”.

O hospital espera que a Equatorial Alagoas arque com os prejuízos causados ao Estado de Alagoas. Inclusive, a unidade de saúde já solicitou, nesta manhã, por meio de ofício enviado à Uncisal e à Equatorial Alagoas, o ressarcimento por outros equipamentos que foram queimados durante o período de oscilação da energia (freezer, geladeira e condicionador de ar).