20 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Rio cancela réveillon e Maceió se torna única capital turística a manter celebrações

Comunidade científica é contra aglomeração nos festejos por causa da ômicron, nova variante do coronavírus

Atualização às 11h30: JHC recua e anuncia que Prefeitura de Maceió vai cancelar festejos do réveillon.

História original à seguir:

Na manhã deste sábado, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD-RJ), anunciou que cancelará a comemoração do Réveillon na capital fluminense por causa da variante ômicron. Em sua rede social, ele afirmou que vai acatar a orientação do comitê científico do estado.

Como outras 17 capitais brasileiras já renunciaram às festividades, Maceió acaba se tornando o único polo turístico do Brasil a ignorar recomendações de especialistas e manter os eventos do dia 31.

Ontem mesmo (3), o Comitê Científico do Consórcio Nordeste, que reúne os nove estados da região (incluindo Alagoas), divulgou um boletim recomendando que não façam festas de réveillon e do Carnaval nos estados da região por conta da nova variante da Covid, a ômicron.

O documento ainda demonstra preocupação com surgimento de outras novas variantes. A partir dos índices de vacinação completa da população do Brasil, o boletim aponta recomendações aos governadores e gestores municipais da região diante dos cenário nacional e global.

Para a entidade, essas festas intensificariam a transmissão do coronavírus e poderiam resultar em nova onda da pandemia. Além disso, o Comitê Científico do Consórcio Nordeste pede que os governantes da região intensifiquem a vacinação para alcançar, o mais rápido possível, uma maior parcela da população com vacinação completa.

Além do Comitê Científico, o Sindicato dos Médicos de Alagoas está defendendo o cancelamento das festas de fim de ano e do carnaval no Estado, para evitar aglomerações.

A Força-tarefa de Combate e Enfrentamento à Covid-19 do Ministério Público do Estado de Alagoas também recomendou, nesta quarta-feira (1), à Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) que oriente os prefeitos a se absterem de realizar os festejos alusivos ao réveillon 2022.

Maceió

Em postagem no seu perfil em suas redes sociais na terça-feira (30), a Prefeitura de Maceió garantiu a realização dos festejos, apesar das incerteza da nova variantes do coronavírus e de outras capitais optarem por evitar aglomerações.

No texto, a Prefeitura garantiu ter avançado com a vacinação, apresentando 8 em cada 10 maceioenses imunizados com duas doses. E afirmou que casos de Covid-19 diminuíram.

Apesar disso, a Prefeitura diz que vai continuar acompanhando a evolução da pandemia para avaliar a necessidade de novas medidas.

Ontem, o Ministério da Saúde confirmou cinco casos da variante Ômicron no Brasil – três em São Paulo e dois no Distrito Federal. São quatro homens e uma mulher, todos vacinados contra a covid-19. Eles estão isolados e pelo menos um apresenta sintomas leves. A maioria está assintomática.

Bastante infeciosa

A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, disse que a nova variante Ômicron do coronavírus é muito transmissível, mas que as pessoas não devem entrar em pânico com isso.

Em entrevista na conferência Reuters Next, nesta sexta-feira (3), Soumya disse que a resposta certa é estar preparado e ser cauteloso e não entrar em pânico diante da nova variante.

“Até que ponto devemos ficar preocupados? Precisamos estar preparados e cautelosos, não entrar em pânico, porque estamos em uma situação diferente de um ano atrás”. Soumya Swaminathan.

O surgimento da nova variante não foi bem-vindo, disse ela, acescentando que o mundo está muito mais bem preparado devido ao desenvolvimento de vacinas desde o início da pandemia.