28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Servidores públicos municipais de Maceió decidem paralisar serviços dia 13 de abril

Durante paralisação, categoria irá protestar em frente a Semge

Insatisfeitos com a proposta de 0% de aumento salarial, informada pelos secretários do prefeito de Maceió, JHC, na última sexta-feira (4), os servidores públicos municipais decidiram paralisar seus serviços no dia 13 de abril e realizar um protesto, no mesmo dia, às 9h, em frente a Secretaria Municipal de Gestão (Semge).

A votação que deliberou as ações ocorreu na manhã desta quarta-feira (6), durante Assembleia Geral do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió, realizada no auditório do Sindicatos dos Trabalhadores em Educação do Estado de Alagoas (Sinteal), no Farol.

“Não podemos aceitar essa carestia. O funcionário público merece respeito e deve ter o seu direito a data-base regularizado. JHC diz que vai valorizar o trabalhador, mas é só discurso, atitude que é bom nada! Estamos pedindo 16% de aumento salarial e a proposta dele foi 0%, inaceitável!”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes.

A atualização dos salários dos servidores públicos está garantida na Constituição Federal inciso X do art. 37, na Lei 10.331/2001, e nas Leis Municipais de Nº 5.898/2010 e Nº 5.241/2002 ― assegurando aos servidores o reajuste salarial anual conforme data-base em janeiro e aplicando-se o percentual baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), índice que mede a inflação.