20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Expresso

TJ contraria resolução de governo e aumenta de 20 para 24 policiais na Assessoria Militar

Novo comandante diz que espera chegar ao final do biênio com a missão cumprida

Desembargador Klever Loureiro deu posse ao coronel Goulart, novo chefe da Assessoria Militar

O novo comando do Tribunal de Justiça de Alagoas achou pouco o número de militares em sua assessoria e resolveu aumentar de 20 para 24 os fardados, sem coturnos, nos gabinetes atapetados da corte.

Há inclusive uma resolução de governo que limita em 20 o número de militares em assessorias. Essa não valeu para o TJ.   A determinação quantitativa está no artigo 2º  do Decreto 37.611, de 1º de janeiro de 2015.

O coronel Adroaldo Goulart é o novo chefe da Assessoria Militar do TJ/AL.  Ele foi empossado nesta segunda-feira, 25, em solenidade coordenada pelo desembargador Kléver Loureiro, novo presidente do Tribunal.

No ato, o coronel declarou ao portal de notícias tjal.jus.br  que “a expectativa é boa. Espero chegar ao final do biênio tendo cumprido a missão do órgão”.

Certamente uma gigantesca missão para todos no confortável ambiente da corte, onde o poder se materializa e se impõe perante a sociedade.

Não é à toa que são muitos os militares que brigam na corporação por uma vaga nas diversas assessorias nos tribunais e demais poderes,

Acontece aqui  e em todo o País.

 

One Comment

  • Avatar Santos

    Os quantitativos do próprio Palácio do Governo do Estado, Tribunal de Contas, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual e outros órgãos que possuem Gabinete Militar na sua estrutura, não correspondem a realidade estabelecida em Lei. Muitos policiais militares e civis estão lotados em unidades de suas corporações, mas prestam serviços à autoridades e até aos familiares das autoridades, no conhecido desvio de função, proibido por Lei, mas comum em Alagoas e certamente, em todo o Brasil.

Comments are closed.