20 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

TV Cidadã fortalece chamado do Hemocentro por doadores de medula óssea

São doadores as pessoas em bom estado de saúde que estejam na faixa etária entre os 18 e 35 anos

 

TV Cidadã na campanha pelos doadores de medula óssea

A doação de medula óssea foi o tema abordado na reportagem desta quinta-feira, 23, do programa TC News, da TV Cidadã. De acordo com o Hemocentro de Alagoas, mais de 180 alagoanos estão na fila de espera por um transplante de medula óssea.

A batalha para conseguir um doador compatível é árdua já que apenas 1 em cada 100 mil brasileiros tem as mesmas características genéticas de outro paciente e que permite a realização do procedimento. Por isso, a importância de ter um banco de doadores numeroso. “Com mais alagoanos cadastrados, crescem, exponencialmente, as chances de encontrar doadores compatíveis. Sendo assim, reforçamos que, àqueles que tenham entre 18 e 35 anos e se encontram com boa saúde, venham se cadastrar como doadores de medula óssea”, apela a assistente social do Hemoal Natasha Souza.

O procedimento de doação é simples e totalmente custeado pelo SUS. Com a compatibilidade comprovada, o doador será encaminhado para a unidade hospitalar onde o paciente que receberá o transplante está internado. “Por meio de uma punção na medula óssea, que não deve ser confundida com a coluna vertebral, será retirado um pouco de sangue do local, que irá ser transplantado no paciente. Após 24 horas, o doador já pode receber alta médica e, em uma semana, ele já pode retornar às suas atividades normais, sem nenhuma sequela e com a sensação de heroísmo de que salvou uma vida”, destaca Natasha.

Na TV Cidadã – canal 35.2 – você acompanha a reportagem completa. Assim como no Facebook e YouTube da emissora.