18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Vídeo: Pastora trai o marido em motel e diz que foi vítima de Satanás

Todo mundo foi usado pelo Diabo, disse a pastora

Marido flagrou esposa em motel com pastor

           Marido flagrou esposa em motel com pastor | Reprodução

Uma traição descoberta em flagrante tem dado o que falar em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Isso porque a culpa pelo adultério tem sido creditada a um ser de outro mundo: Satanás. A mulher, uma pastora, flagrada pelo marido em um motel da cidade com outro pastor, se desculpou e afirmou que “foi vítima de Satanás”.

“Foram erros, só que a culpa não é da gente. A gente foi vítima de Satanás para escandalizar e jogar o nosso nome na lama. Todo mundo foi usado pelo Diabo”, declarou a mulher ao jornal local Lado B. O episódio ganhou repercussão na capital do estado após um vídeo feito pelo marido da mulher no flagrante viralizar nas redes sociais, nesta terça-feira (12/4). Veja o momento:
No registro, o homem aparece aos gritos e chama o companheiro da mulher de “pastor do diabo”. “Você acabou com a minha vida, pastor do Diabo. Você destruiu minha família, cara, por que você fez isso?”, questiona aos berros.
Em seguida, ele vai até o banheiro do quarto de motel, onde a esposa está, e começa a dar chutes na porta, que está fechada. “A pastora aqui, a pastora”, grita em meio aos xingamentos contra a mulher, que pede para ela parar. Veja o link: https://youtu.be/anr8VLEZ0pk
O homem traído também diz que o vídeo irá “rodar Campo Grande inteiro”. “Todo mundo ficará sabendo, pastor de Satanás, bispo”, declara ofegante. De acordo com o Lado B, o pastor flagrado faz cultos com a temática familiar pela Igreja Apostólica Jesus Cristo Voltará.
A pastora afirma que, apesar do erro, não deve ser julgada. “Já aconteceu, não tenho como voltar atrás. Quem nunca errou que atire a primeira pedra. Meu marido já me perdoou, a mulher dele (do pastor que estava com ela no motel) já perdoou ele. Enquanto a gente julga, estamos sendo julgados”, afirma.
A mulher também diz que os comentários sobre a traição, feitos no que ela chamou de “tribunal da internet”, não os afetam e que as pessoas deverão se acertar com Deus. “Quem vai ficar apontando e criticando está se autoconcedendo, porque já nos acertamos. Aí, é cada um com Deus”, finalizou