18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Vigilância de Zoonoses inicia aplicação de inseticida em praça com infestação de carrapatos

Técnicos da UVZ e da Gerência de Controle de Vetores e Animais Peçonhentos aplicam barreira química em praça na Gruta com infestação de carrapatos

Vigilância de Zoonoses inicia aplicação de inseticida em praça com infestação de carrapatos
Praça é interditada durante aplicação de barreira química. Foto: Ascom SMS
A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Maceió deu início, na manhã desta terça-feira (12), à aplicação de inseticida na Praça Jornalista Genésio de Carvalho, na Gruta de Lourdes.

A medida ocorre após uma visita técnica realizada no local na segunda-feira (11), motivada pela solicitação de moradores do bairro, quando foi identificada a proliferação de carrapatos.

Ainda na segunda, o local foi interditado pela Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), devido à emergência zoossanitária.

O biólogo e responsável pelo laboratório de Entomologia da UVZ, Carlos Fernando Rocha, explica como vai funcionar a medida.

“Em locais como bancos de praça, troncos de árvores, paredes, onde os carrapatos podem se alojar, vamos borrifar um composto químico que é utilizado nacionalmente no controle de insetos. Essa ação permite criar uma barreira química que impede que os animais se locomovam e já sejam eliminados quando entram em contato com o produto”.

O local ficará interditado por 72 horas e após esse período, a praça será outra vez inspecionada e reaberta à população. Porém, o biólogo Carlos Fernando Rocha alerta para os cuidados que os tutores de animais devem ter.

“Recomendamos que os tutores não deixem que os animais se deitem nos bancos das praças nesses primeiros 15 dias, pois é o período mais ativo do veneno utilizado”.

A aplicação do inseticida foi feita pela equipe de combate às endemias da Gerência de Controle de Vetores e Animais Peçonhentos. Segundo o coordenador de controle do Aedes aegypti de Maceió, Erivaldo Raimundo, a ação é feita por três profissionais.

Biólogo e responsável pelo laboratório de Entomologia da UVZ, Carlos Fernando Rocha. Foto: Ascom SMS
Biólogo e responsável pelo laboratório de Entomologia da UVZ, Carlos Fernando Rocha. Foto: Ascom SMS

“Com 48 horas, vamos realizar uma nova inspeção na praça para verificar se o inseticida surtiu efeito. Caso sim, em 90 dias faremos uma nova inspeção, período de duração do produto. Para avaliar se há a necessidade de outras intervenções”.

Coordenador de controle do Aedes aegypti de Maceió, Erivaldo Raimundo. Foto: Victor Vercant/Ascom SMS
Coordenador de controle do Aedes aegypti de Maceió, Erivaldo Raimundo. Foto: Victor Vercant/Ascom SMS

Importância das medidas

O biólogo destaca, ainda, a importância desse tipo de medida como forma de garantir a saúde tanto dos animais quanto dos humanos.

“Para os animais, há uma série de zoonoses transmitidas por carrapatos, como a Babesiose e a Erlichiose, que é a ‘doença do carrapato’. Já para os humanos temos a Doença de Lyme e em casos mais graves, a Febre Maculosa, que também são transmitidas por esse vetor. Então, fazer esse controle é muito importante para evitar que cães, que adoecem mais fácil e podem vir a óbito e também os humanos, contraiam essas doenças e tenham complicações”.

Após 48 horas, nova inspeção será feita na praça. Foto: Ascom SMS
Após 48 horas, nova inspeção será feita na praça. Foto: Ascom SMS

Denúncias

A equipe da UVZ reforça que logo que forem detectadas, situações como essas devem ser imediatamente informadas à UVZ. As informações podem ser repassadas pelo telefone (82) 3312-5485 ou ainda pelo WhatsApp (82) 98882-8240.

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Aos sábados, domingos e feriados, o horário de funcionamento é das 8h às 14h. Já o plantão volante acontece, também, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 18h às 22h, apenas pelo telefone fixo.