25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

279 desaparecidos: Sobe para 65 o número de mortos em Brumadinho

Desde sábado não é encontrado nenhum sobrevivente

Subiu para 65 o número de mortes confirmadas em decorrência do rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho (MG). A informação foi divulgada pelo coordenador da Defesa Civil, tenente-coronel Flávio Godinho. O IML (Instituto Médico Legal) confirmou a identificação de 31 corpos e outros 34, portanto ainda aguardam identificação.

No domingo e nesta segunda-feira, não foi encontrado nenhum sobrevivente. Até o momento, 279 pessoas continuam desaparecidas. Os 192 resgatados, são de um total que não se alterou desde sábado (26), um dia após a tragédia.

Como um ônibus com quantidade ainda incerta de passageiros foi encontrado, o número de mortes confirmadas deve aumentar. No sábado, outro ônibus tinha 10 ocupantes – todos mortos.

E como os bombeiros também encontraram, nesta segunda, vítimas que possivelmente estavam no refeitório da empresa no momento da ruptura da barragem, o número pode aumentar ainda mais. Os corpos encontrados estavam 800 metros próximos do local de almoço dos funcionários.

Equipamentos israelenses

Nesta segunda, uma comitiva com cerca de 130 militares de Israel começou a auxiliar os trabalhos de buscas das vítimas da barragem. A equipe é composta por médicos, socorristas e especialistas em resgates. Entretanto, o tenente-coronel Eduardo Ângelo afirmou que os equipamentos trazidos pelos israelenses “não são efetivos” para o desastre de Brumadinho.

Segundo ele, os maquinários trazidos pelos israelenses não puderem ser utilizados devido à diferença de topografia e à condição da lama, que não permite grandes deslocamentos desses equipamentos. O terreno é duro e busca por calor não será possível: os corpos já devem estar frios. Apesar disso, o tenente afirmou que integrantes da comitiva israelense trabalharam nas buscas junto aos bombeiros.

 

Comments are closed.