26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Ônibus soterrado em Brumadinho: Resgate retira o primeiro corpo

Indicações são de que há outras pessoas dentro do veículo

Mais de 20 brigadistas do Corpo de Bombeiros em Brumadinho (MG) tentavam chegar à lataria de um ônibus, submerso na lama causada pelo rompimento de uma barragem da Vale, desde as 7h desta segunda-feira. São usadas enxadas, pás, picaretas para chegar ao veículo, preso no barro que ficou duro.

O caso desde ônibus ilustra bem como é o resgate na região: lento e frustrante. Foram quase 12 horas só para retirar a lataria do ônibus, com a ajuda de equipamentos que chegaram de um helicóptero. Tudo para encontrar a perna de uma vítima. O corpo estava soterrado e o acesso não foi fácil, mas a vítima fora retirada. Uma.

As indicações são de que há outras pessoas dentro do veículo. E neste cenário de guerra, talvez só de perto para compreender o que está acontecendo: uma imensa região foi soterrada por um tsunami de lama, que logo endureceu, virou barro e soterrou a todos. Mas, claro, o trabalho não pode parar.

E nem os bombeiros querem isso. A cada dia, a cada hora que se passa desde o acidente, qualquer vestígio de um corpo já é considerado uma pequena vitória. A lista de mortos aumenta, mas a de desaparecidos diminui. E de uma forma ou de outra, é possível assim encerrar a angústia de uma família.

Até o momento, 279 pessoas continuam desaparecidas, segundo os bombeiros. Outras 192 foram resgatadas, número que permanece o mesmo desde sábado. 65 mortes foram confirmadas.