21 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Arthur Lira e Mourão dificultam impeachmant, acredita Maia

Ex-presidente da Câmara acredita que não havia condições para avançar com o processo de impeachment quando ele estava à frente do Congresso

O deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse hoje que o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) e o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP) limitam a chance de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

“O Mourão, como vice, e a importância do presidente Bolsonaro na candidatura de Arthur Lira limitam qualquer chance de processo de impeachment, apesar de o presidente estar extrapolando tanto todos os limites”. Rodrigo Maia, deputado federal e ex-presidente da Câmara.

Ele acredita que Mourão não tem confiança política do plenário da Câmara como havia com o então vice-presidente Michel Temer durante o governo de Dilma Rousseff. A força de Cunha com a credibilidade de Temer no parlamento fortaleceram o impedimento da ex-presidenta. “Tanto que todos os partidos que apoiaram o impeachment governaram com Michel Temer”, completou. em entrevista ao UOL.

Com isso, Maia afirma não se arrepender de não ter aberto um processo de impeachment contra Bolsonaro. O ex-presidente da Câmara dos Deputados disse que não havia clima político na época e que fortaleceria a narrativa do presidente de que querem “dar um golpe” no governo federal.

“Nunca tivemos as condições para avançar com o processo de impeachment. A chance política não estava dada na minha presidência”. Rodrigo Maia.