25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

Boiadeiro foragido comparece para julgamento ao lado do irmãos

Com a repercussão política do caso, o julgamento teve reforço na segurança

O júri popular dos irmãos Boiadeiro teve início nesta segunda-feira (4). Eles são acusados dos assassinatos de Samuel Theomar Bezerra Cavalcante Júnior, ex-cunhado do prefeito Paulo Dantas, e do sargento reformado Edivaldo Joaquim de Matos, em 2006.

E apesar de foragido da Justiça desde que fora acusado pelo atentado a tiros que deixou ferido José Emílio Dantas no mesmo dia da morte de seu pai, Neguinho Boiadeiro, e da morte do vereador Tony Pretinho, ambos no final de 2017, José Márcio Cavalcanti de Melo, o Baixinho Boiadeiro, compareceu no julgamento.

Sua presença foi considerada uma surpresa, enquanto que a dos outros já era esperada. São réus no processo, além de Baixinho, José Anselmo Cavalcanti de Melo, conhecido como Pretinho Boiadeiro e Thiago Ferreira dos Santos, vulgo Pé de Ferro.

Julgamento

O crime ocorreu no dia 27 de maio de 2006. Testemunhas contaram que as vítimas estavam em um bar, quando houve uma discussão política entre duas mulheres, identificadas como Marina, irmã de Theobaldo, e Karen.

Após a discussão, as vítimas foram chamadas para um veículo S-10, onde os irmãos Boiadeiro teriam aparecido e efetuado os disparos. Eles se declaram inocentes. Em vídeo, Baixinho em sua defesa chegou a denunciar desvios na ALE.

O julgamento acontece no Fórum da Capital e é conduzido pelo juiz John Silas, titular da 8ª Vara Criminal da Capital. Ele estima que o julgamento só deve terminar na terça (5).

Com a repercussão política do caso, o julgamento teve reforço na segurança.