27 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Bolsonaro, que tem sigilo de 100 anos no cartão de vacinação, diz que “não vai se vacinar”

No início do ano, presidente escondeu do público seu cartão de vacinação e não é mais possível saber se ele foi imunizado

Teimosia e imbecilidade as vezes perduram até serem levadas ao túmulo. É o caso do presidente Jair Bolsonaro e a vacinação contra a Covid-19, que nesta quarta-feira (13) afirmou em entrevista na Jovem Pan que nunca vai se vacinar contra o novo Coronavírus.

O presidente insiste em argumentar que ele tem anticorpos contra a doença, porque já teve Covid-19, o que faria de sua vacinação algo desnecessário. Claro, isso não é verdade e especialistas recomendam que mesmo quem já teve Covid tome a vacina.

A vacinação produz uma imunização mais duradoura do que a resultante de infecção natural pela doença e deve ser mobilizada entre toda a sociedade para ser mais eficiente.

Cabeça de Bolsonaro

Antes, o presidente apresentava a ladainha de se vacinar apenas após o “último brasileiro”, como se fosse um capitão de um barco naufragando. Agora, resolveu chutar o balde e dizer que nunca tomará nenhuma dose. Há pelo menos dois motivos para isso acontecer.

O primeiro é o mais óbvio: ele já foi vacinado e assumir isso faria o gado nunca perdoar.

Assim como parentes mais próximos, incluindo seus filhos e até mesmo a própria mãe (que ele mentiu descadaramente sobre a origem da vacina, que foi Coronavac), Bolsonaro já recebeu a imunização.

Isso teria acontecido em dezembro do ano passado, quando médicos alertaram para seus problemas de saúde, muito em decorrente do atentado a faca. O retorno, quatro semanas depois, aconteceu após um vazamento acidental do Ministério da Saúde.

Curiosamente, neste mesmo período foi imposto um sigilo de 100 anos em seu cartão de vacinação. O que ele disse não ter “nada de esquisito, nada de anormal”. Claro, isso se for levado em conta que ele está escondendo algo que eu, você, seus filhos e ninguém hoje estará vivo quando o sigilo for rompido.

E revelar que foi vacinado seria um sinal de fraqueza e declaração de seus erros nesta pandemia: sobre imunidade natural de rebanho, menos mortos do que com a H1N1 e tratamento precoce. Fora que até mesmo o gado fechado com ele ficaria irritado se descobrisse que, depois de tanto tempo e falando o contrário, ele estivesse vacinado.

Isso sendo verdade, que Bolsonaro realmente se vacinou, mostraria que ele é ruim. Vil, psicopata, irresponsável, e inescrupuloso.

Claro, há também a chance dele também ser um teimoso imbecil que não acreditou na ciência e que nunca se vacinou. Sendo este o caso, há ainda a chance desta teimosia e imbecilidade serem levadas ao túmulo mais cedo do que antes. Isso porque, não sei se vocês sabem, estamos  vivendo uma pandemia.