28 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro segue ideais de Trump e diverge da China sobre OMS em reunião dos Brics

Bolsonaro já disse que uma vacina feita por uma empresa chinesa não transmitiria segurança

Em seu discurso na 12ª Cúpula do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o presidente Jair Bolsonaro divergiu com o presidente da China, Xi Jinping, sobre a atuação da Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a pandemia do novo coronavírus.

Logo após Xi Jinping fazer elogios a atuação da OMS , o presidente brasileiro criticou o órgão e disse que ele precisa ser reformado:

“Desde o início também critiquei a politização do vírus e o pretenso monopólio do conhecimento por parte da OMS, Organização Mundial da Saúde, qie necessita urgentemente, sim, de reformas”. Jair Bolsonaro.

Segundo o presidente, o combate à Covid-19 foi feito prioritariamente por cada país, e não por organismos internacionais:

“É preciso ressaltar que a crise demonstrou a centralidade das nações para a solução dos problema que hoje acometem o mundo. Temos que reconhecer a realidade que não foram os organimos internacionais que superaram os desafios, mas sim a coordenação entre os nossos países”. Jair Bolsonaro.

Já em sua fala, Xi Jinping pediu apoio ao “papel crucial” da OMS e ressaltou o desenvolvimento, por parte de empresas chinesas, de uma vacina contra o coronavírus, destacando, inclusive, a parceria com o Brasil.

“O que é importante é colocar a vida das pessoas e a saúde em primeiro lugar. É importante organizar uma coordenação e resposta internacionais e apoiar o papel crucial da OMS. Enquanto falamos, empresas chinesas estão trabalhando coms seus parceiros russos e brasileiros na fase 3 dos testes clínicos da vacina”. Xi Jinping.

Bolsonaro já disse que uma vacina feita por uma empresa chinesa não transmitiria “segurança suficiente para a população” porque “já existe um descrédito muito grande por parte da população” contra o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.