19 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Câmara de Maceió aprova banho de sangue de Bolsonaro

Na semana em que passamos do meio milhão de mortos por Covid-19 no Brasil e em que precisamos apertar cada vez mais os cuidados para frear a pandemia de Covid-19, o sádico do presidente pega um menino de uns quatro ou cinco anos no colo e puxa a máscara da criança para baixo, deixando-desprotegida no meio da boiada. Isso aconteceu no Rio Grande do Norte.

E o que a Câmara de Maceió faz? Aprova, na surdina, e numa votação digna de filmes sobre mafiosos, o título de cidadão honorário para Bolsonaro. E com direito a ataque machista e ameaças contra a vereadora Teca Nelma que, apesar de ser do PSDB, teve uma postura heroica e honrosa na sessão ordinária virtual do parlamento-mirim.

Dezessete vereadores de Maceió cuspiram nos caixões de mais de 500 mil brasileiros e debocharam das caras de suas famílias. Porém, se o cenário apontado pelas pesquisas de opinião, que demonstram queda livre da aprovação de Bolsonaro, continuar se consolidando, veremos até onde os cães fiéis permanecerão em defesa da morte e da negligência com a saúde da população.

Apenas 23% de aprovação do governo do homem que é carinhosamente chamado de “genocida” ainda é preocupante. Mostra que o exército de idólatras e fanáticos é maior do que o tolerável em uma sociedade sadia.

Defensores do autoritarismo e da exclusão social deveriam ser banidos da vida pública. Em Maceió, temos 17 vereadores que não tiveram vergonha de se lambuzar no sangue espalhado pelo pior gestor do mundo na condução da pandemia de Covid-19.