25 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

Candidatos cancelam passeatas após portaria que proíbe aglomerações em Maceió

Davi Davino Filho (PP) e Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) confirmaram mudanças, mas JHC diz que não cancelará eventos

Davi Davino Filho (PP) e Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) são dois dos candidatos a prefeito de Maceió que cancelaram todas as suas caminhadas da campanha eleitoral desse ano.

Isso aconteceu após a uma Portaria da Justiça Eleitoral reforçando a exigência do uso de máscaras, distanciamento social e fim das aglomerações. E que caso estas ocorressem, poderiam virar caso de polícia.

O ex-procurador Alfredo Gaspar, que perdeu o pai e chegou a ser internado este ano com coronavírus, afirmou em seu Instagram que as reuniões, a partir de agora só em “espaços abertos, arejados, e com a distância segura entre as pessoas”.

Davi Filho (PP) informou que, a partir desta quinta-feira (8), fará apenas carreatas. Se dizendo habituado para ir às ruas, ele aproveitou para criticar “candidato que só faz campanha em gabinete, fica tudo mais fácil”.

“Estou suspendendo as caminhadas e vou intensificar as carretas, com adoção de som itinerante. Vamos buscar alternativas pra continuar conversando com o povo e observando as orientações. Como disse lá no início da pré- campanha, pra candidato que só faz campanha em gabinete, fica tudo mais fácil. Eu estou habituado às ruas, a sempre descer e subir grota para me encontrar com as pessoas, no contato olho a olho. Vamos intensificar o uso da comunicação digital e do Guia Eleitoral, e seguir com a campanha, que tá se fortalecendo cada vez mais”. Ascom Davi Davino Filho.

Já o candidato JHC não cancelou os eventos de rua, mas disse que, a partir desta quinta-feira (8), dará início a “uma nova fase: o Porta a Porta com o JHC:

“Irei com uma equipe reduzida, e que viabilize as cautelas sanitárias, visitar os eleitores, observando o distanciamento. A população pede muito uma presença mais forte, porém neste momento é ainda mais importante preservar a saúde de todos”. JHC.

Portaria

Visto que a maioria das coligações desrespeitou decretos sanitários contra a Covid-19, promovendo campanha com aglomeração, o juiz eleitoral Josemir Pereira de Souza, da 54ª Zona Eleitoral, editou a portaria nº 1/2020 cobrando prudência e determinando imediatas medidas que garantam distanciamento social e segurança sanitária.

Isso vale para todas atividades de campanha, como comícios, caminhadas e encontros políticos. E em caso de desrespeito, estará sujeito à ação da Polícia Militar (PM), que pode encerrar o evento de forma imediata.

Ficou determinado que, em todas as atividades, sejam feitos esclarecimentos aos participantes para a obrigatoriedade do uso de máscaras por todos os envolvidos, distanciamento social mínimo e evitar aglomerações.

“Havendo reincidência no descumprimento dos termos desta portaria, consistindo na promoção do ato público de campanha sem adotar as regras de distanciamento mínimo ou uso de máscaras, a autoridade policial deverá, imediatamente, promover a suspensão do evento”. Artigo 3° da portaria.

Como a medida só vale em Maceió, cabe a cada titular em Alagoas tomar as devidas providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.