26 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Com exportação de carne proibida, produtores querem solução rápida para caso da vaca louca

Ministério da Saúde confirmou dois casos da doença em Minas e no Mato Grosso

Exportação de carne bovina para a China está suspensa por causa da doença da vaca louca

Exportadores de carne bovina do Brasil agora pressionam o Ministério da Agricultura para encontrar uma solução rápida para o caso da doença da vaca louca, que apareceu em carnes de frigoríficos de Minas Gerais.

Diante disso, a exportação de carne para a China logo foi suspensa, gerando um prejuízo imenso para o setor agropecuário no País.

Com a doença em evidência, não há um prazo para que sejam retomadas as exportações de carne bovina do Brasil para a China, nem para os demais mercados consumidores no exterior.

Após as investigações da vigilância sanitária, o Ministério da Saúde descobriu casos da vaca louca também no Mato Grosso.

Atípicos – Para o Ministério da Agricultura, os casos encontrados agora no Brasil são atípicos. Isto é, surgiram de forma espontânea nos animais, por mutações genéticas, e não são consequência de contaminação de alimentos.

Em comunicado, diz que como foram detectados antes do abate das vacas, em inspeções de rotina, não há risco para a saúde pública.

Em mais de 20 anos, esses foram o quarto e quinto casos da chamada doença da vaca louca detectados no país.

Doença preocupante – A vaca louca é uma zoonose, preocupante por se tratar de um problema de saúde pública. Há relatos de ocorrência de uma encefalopatia em homens após consumo de carne ou proteína de origem animal de um bovino acometido da doença.