20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Covid-19: ‘Vamos trancar a cidade’, diz assustado o prefeito de Belo Horizonte

Alexandre Kalil pediu desculpas ao comércio e aos trabalhadores, mas anunciou o lockdown pela segunda vez

Alexandre Kalil vai trancar Belo Horizonte pela segunda vez

Foi durante uma coletiva de imprensa em Belo Horizonte que o prefeito Alexandre Kalil (PSD) declarou, nesta sexta-feira, 5, um novo fechamento das atividades essenciais na capital mineira.

“Vamos trancar a cidade”. Disse ele, acrescentando que é uma questão de responsabilidade e dos números crescentes da pandemia registrados no estado e na cidade.

Kalil pediu desculpas ao comércio, ao trabalhador, “mas não temos tempo e não vou esperar segunda-feira”.

Ele destacou que as decisões são baseadas em dados técnicos analisados pelo Comitê de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 e que a alta foi de 7% nos números referentes à ocupação de leitos.

“São números assustadores. Eu fui tomado por um otimismo enganoso e perigoso. Voltamos à estaca zero”, lamentou.  De acordo com a prefeitura, não há previsão para o retorno das atividades não essenciais e que vai depender da avaliação dos números.

Os índices de avaliação se agravaram nas últimas semanas. A ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs) chegou a 81% nesta sexta-feira, uma alta de 7% em relação a quinta, quando era de 74%. O índice das enfermarias subiu para 61,9% e se mantém no nível de alerta, o intermediário, entre 50 e 70 pontos percentuais.

O prefeito ressaltou que há quatro crianças internadas e que não se trata mais de afetar pessoas idosas ou com comorbidades, mas crianças.