25 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Economia

Dólar supera R$ 4,35 e Guedes critica período que até ’empregada ia à Disney’

Ministro sugere que brasileiros conheçam Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina e selva amazônica

A cotação do dólar voltou a subir e fechou nesta quarta-feira (12) em nova máxima histórica nominal , acima de R$ 4,35 na venda. E com certo desdém, o ministro da Economia, Paulo Guedes, resolveu se atentar ao copo meio cheio da situação. E criticou o período que o dólar custava menos de dois reais.

Ele afirmou após o fechamento da bolsa que, quando o dólar estava próximo a R$ 1,80, as exportações caíam, mas o país tinha “todo mundo indo para Disneylândia, empregada doméstica indo para Disneylândia, uma festa danada”.

Com o exemplo da empregada doméstica, Guedes quis dizer que a taxa de câmbio estava tão valorizada que todo mundo estava indo para Disneylândia, até classes sociais mais baixas.

“Todo mundo tem que ir para Disneylândia conhecer Walt Disney. Mas não ir três, quatro vezes ao ano, até porque com o dólar a R$ 1,80 tinha gente indo três vezes ao ano. Vai aqui para Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina, conhece um pouco do Brasil, conhece a selva amazônica e, da quarta vez, conhece a Disneylândia. Então é só isso que digo. Mudamos o mix”. Paulo Guedes, ministro da Economia.

Está anotado o recado então: o dólar mais alto é melhor, pois mantém a classe média e principalmente baixa restritas à viagens dentro do Brasil. Melhor ainda para investidores que têm ou recebem em dólar. E pensar que muitos vestiram uma camisa amarela pedindo o dólar mais baixo para poder voltar à Disney.

Juros mais baixos

Em seu discurso, o ministro reforçou que o país mudou seu modelo, abandonando o de “juros na lua e câmbio baixo, desindustrializando o Brasil”, na linha de comentários recentes sobre o dólar mais alto ser um novo normal.

“Por exemplo, câmbio a R$ 1,80, e juros a 14%. Vamos fazer o contrário? Bota juros a 4% e o câmbio a R$ 4,00 também. É melhor 4 a 4 do que 1,8 com juros de 14%. Não estamos fazendo nada, só estamos fazendo a política direitinho. O juro é um pouco mais baixo, o que é bom para todo mundo. Vamos investir, consumir mais e, ao mesmo tempo, um câmbio um pouquinho mais alto, o que é bom para todo mundo. Mais exportação, mais substituições de importações. Inclusive, em setores muito intensivos em mão de obra, como turismo”. Paulo Guedes.

One Comment

  • Avatar Ricardo olegário.

    Ministro Comentando que empregada domestica vai a Disney.
    Esse ministro não merece a confiança do povo Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.