18 de janeiro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Exemplo em vídeo de negador da pandemia: Fazer barulho e achar que colocar máscara é “Ditadura”

A situação piora quando figuras de autoridade insistem em sabotar medidas contra a Covid-19

É muito difícil argumentar usando fatos, dados, lógica ou ciência quando o outro lado não quer ouvir nada disso e já tem uma opinião formada.

A coisa se torna pior em casos que deveriam até ser óbvios, como provar que a Terra não é plana ou que a pandemia que vivemos, da Covid-19, é grave e que precisamos do distanciamento social para evitar um colapso na rede hospitalar.

Na verdade, a situação piora quando figuras de autoridade insistem em sabotar estas medidas. Eles inflamam o discurso e fazem seus seguidores agirem de forma insana, acalorada. Até práticas simples, como o uso da máscara no rosto, vira uma guerra.

E no meio disso tudo, a população, os médicos e os jornalistas sofrem. A população, seja a que fica em casa ou seus inúmeros essenciais, só quer sair desta situação bem e o mais rápido possível. Os médicos só querem ajudar as pessoas e não ficarem sobrecarregados, além de ter seus esforços reconhecidos. E a imprensa todo dia dá murro em ponta de faca, tentando desenhar o óbvio, mas é acusada de mentir.

Desse jeito, fica muito difícil?

Em tempo: como em diversos estados do Brasil, incluindo Alagoas, o governador João Doria (PSDB) anunciou a obrigatoriedade do uso de máscaras em deslocamentos e em locais públicos no estado de São Paulo a partir de 7 maio. Uma medida vale para qualquer pessoa que esteja “caminhando ou andando ou se dirigindo a qualquer local no estado de São Paulo”.