22 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

Lenilda Luna participa de manifestação e exige direitos dos trabalhadores demitidos da Veleiro

Pauta da categoria é a reversão da justa causa para ter direito ao seguro desemprego e o recebimento das verbas rescisórias

A candidata à prefeitura de Maceió, Lenilda Luna, participou na manhã desta segunda-feira (28), de manifestação junto aos trabalhadores demitidos da Viação Veleiro e exigiu pagamento de direitos diante do Ministério Público do Trabalho.

Em conversa com os trabalhadores, Lenilda lembrou que estar presente em atos como estes é uma obrigação das candidaturas populares.

“Temos a obrigação de sermos uma tribuna, nossas candidaturas têm a obrigação de denunciar a situação de exploração e de sofrimento que o nosso povo está passando e esta questão dos trabalhadores da Veleiro é absurda porque eles estão reivindicando o mínimo, que é o pagamento de salários e ainda pelo menos que dê baixa na carteira, e nem isso”. Lenilda Luna, candidata à prefeitura de Maceió.

Lenilda lembrou que a situação impede os trabalhadores inclusive de seguirem suas vidas.

“Eles foram demitidos por justa causa, não deram baixa na carteira deles, eles nem podem procurar outro emprego, nem entrar com pedido se seguro desemprego, estão impedidos e são trabalhadores que estão há seis meses tendo que sustentar suas famílias. Então é uma questão tão absurda que só mostra que depois dessa contrarreforma trabalhista não se respeita mais os direitos trabalhistas nesse país e a gente está aqui porque a gente acredita em um Ministério Público do Trabalho para ser um espaço de defesa desses direitos”. Lenilda Luna.

A categoria abriu faixas diante do prédio da Procuradoria Regional do Trabalho da 19ª região, onde foram recebidos pelos procuradores. A pauta da categoria é a reversão da justa causa para ter direito ao seguro desemprego e o recebimento das verbas rescisórias. Os trabalhadores estão sem receber salários desde março e suas careteiras de trabalho continuam vinculadas à empresa.

“Você trabalhar cinco anos, como eu trabalhei e tem gente que trabalhou por 10, e a empresa descartar, jogar na rua como se fosse um cachorro”. Roberto Fernandes, trabalhador demitido da Veleiro.

Agenda

A candidata da UP, de número 80, em seguida panfletou e dialogou com os trabalhadores da Almaviva no Salvador Lira. Pela noite, às 18h, tem uma live com a jornalista Letícia Sant’ana, tutora do projeto da ONU-habitat Visão das grotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.