26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Esportes

Marcelo Cabo negocia com Chape e CSA busca manter o técnico

Presidente do Azulão disse que negociações continuam; Tudo depende de uma resposta de Cabo

*atualização*

Foi oficialmente descartada por Rafael Tenório, presidente do CSA, a saída do do técnico Marcelo Cabo para a Chapecoense. As especulações, que não foram comentadas pela assessoria do clube na manhã desta quarta (20), foram encerradas em entrevista dada pelo mandatário, nesta tarde, à Rádio Gazeta.

Confirmando que não houve proposta oficial do clube catarinense e reafirmou que o Azulão tem contrato com o técnico até o fim de 2019. A informação ventilada sobre a saída do treinador do CSA foi considerada uma “fake news para desestabilizar o ambiente” do Azulão. No momento, o foco do clube é o Campeonato Alagoano e a Copa do Nordeste.

*notícia original*

O treinador do CSA, Marcelo Cabo, teria negociado uma proposta para assumir o comando técnico da Chapecoense, time do Sul do país e também da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. A reportagem do É Assim entrou em contato com a assessoria do time alagoano, mas esta informou que “não se pronuncia sobre especulações”.

O negócio entre Cabo e a Chape já estaria fechado. Entretanto, na manhã desta quarta (20), o presidente do Conselho Deliberativo do CSA, Raimundo Tavares, disse em entrevista à Rádio Difusora que as negociações continuam. “Houve uma proposta e a diretoria do clube vai se reunir. É isso que temos sobre o assunto”. Logo, tudo depende de uma resposta de Cabo.

Com isso, a direção do Azulão já deve estudar a contratação de um novo nome para comandar o time e o nome de Marcelo Chamusca, ex-treinador do Vitória, é um deles. O auxiliar Jacozinho deve comandar o CSA no próximo domingo, contra o Sergipe, no estádio Rei Pelé.

No início do mês, a Câmara Municipal da Capital concedeu a outorga do Título de Cidadão Honorário de Maceió ao carioca Marcelo Cabo.

Em 2018, o CSA terminou como vice-campeão da Série B, com 62 pontos. A equipe quebrou uma marca do futebol brasileiro ao conseguir três acessos em sequência. O campeão alagoano daquele ano subiu da quarta para a primeira divisão em três anos, em uma acensão meteórica. Há 30 anos o Azulão não disputava a elite do Campeonato Nacional.

Chapecoense

Neste domingo, depois da derrota por 2 a 1 para o Joinville, em casa, a diretoria da Chapecoense demitiu o treinador Claudinei Oliveira. O auxiliar Luciano Gusso e o preparador físico Robson Gomes também estão fora do clube. A decisão foi tomada nos vestiários.

Claudinei só ficou sabendo por telefone pelo diretor excecutivo Newton Drummond, já fora da Arena Condá. Em 26 jogos, foram 12 vitórias, sete empates e sete derrotas, resultando em pouco mais de 55% de aproveitamento.