3 de agosto de 2021Informação, independência e credibilidade

Notícias

Mais de 13 mil atrasados precisam tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 em Maceió

Mais de 13 mil atrasados precisam tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 em Maceió

Maceió
A Secretaria de Saúde de Maceió faz um apelo às pessoas que estão com o calendário de vacinação contra a Covid-19 em atraso para que compareçam a um dos pontos de vacinação o mais rápido possível para tomar a segunda dose e completar o calendário de imunização. “O controle da pandemia depende de todos. E para que isso aconteça é necessário completar o calendário de vacinação, tomando a segunda dose da vacina. Quanto mais pessoas vacinadas, mais rápido vamos vencer a pandemia”. Célia Fernandes, secretária de Saúde de Maceió. Atualização feita nesta terça-feira (3) pela Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS) mostra que 13.247 pessoas não haviam comparecido para a conclusão do esquema vacinal contra a covid-19 até segunda-feira (2), o que representa 7% de faltosos entre os que já comple
Com repasse de R$ 20 milhões, Renan Filho lança Programa Mais Merenda nesta quarta

Com repasse de R$ 20 milhões, Renan Filho lança Programa Mais Merenda nesta quarta

Alagoas
Com a proximidade da volta às aulas presenciais, o Governo de Alagoas vai autorizar o repasse de R$ 20,3 milhões para a rede pública escolar com o lançamento do programa Mais Merenda. O recurso vai atender a mais de 150 mil alunos da rede pública e triplicar verba para aquisição de itens alimentícios para as escolas estaduais. Mais informações sobre a iniciativa serão divulgadas pelo governador Renan Filho e pelo secretário de Estado da Educação, Rafael Brito, nesta quarta-feira (4), às 10h, durante transmissão pelas redes sociais do Governo. Com recursos próprios, o Estado vai destinar às escolas estaduais uma verba extra para complementar o que já é enviado pelo Governo Federal por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e, dessa forma, aumentar o investimento n
Pesquisa 36% dos alagoanos demorarão um ano para se recuperar financeiramente

Pesquisa 36% dos alagoanos demorarão um ano para se recuperar financeiramente

Economia
Em levantamento realizado pela Datamétrica Pesquisa e Consultoria Ltda, contratada pela Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) uma pesquisa sobre os efeitos da pandemia de Covid 19 mostrou que ao menos 59% dos entrevistados foram afetados negativamente neste período. A pesquisa completa pode ser conferida aqui Alagoas Segundo a pesquisa, 36% dos alagoanos acreditam que levarão mais de um ano para se recuperar financeiramente após a pandemia da Covid-19. Outros 5% acreditam ainda que não vão se recuperar financeiramente nunca mais. Além disso, 80% dos trabalhadores de Alagoas disseram que precisaram desenvolver novas habilidades no trabalho em razão da pandemia e 39% dos alagoanos disseram que reduziram o consumo de alimentos frescos. Em contrapartida, 22%
Teca Nelma apresenta projetos agosto lilás e de incentivo ao aleitamento materno

Teca Nelma apresenta projetos agosto lilás e de incentivo ao aleitamento materno

Expresso, Política
A vereadora Teca Nelma protocolou dois projetos de lei em defesa dos direitos das mulheres em Maceió. O primeiro institui no calendário oficial do município o Agosto Lilás, mês de conscientização pelo fim da violência contra mulher. E o segundo, Agosto Dourado, de incentivo ao aleitamento materno. “Instituir essas datas e fomentar essas campanhas educativas é muito importante para o desenvolvimento das políticas públicas e construção de uma cidade consciente dos direitos das mulheres. É sobre promover o respeito à vida”, disse Teca. O Agosto Lilás foi instituído em alusão a data de sanção da Lei Maria da Penha. O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de Feminicídio, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Em Alagoas não é muito diferente. O Estad
PL de Inácio Loiola estabelece diretrizes para distribuição de vacinas contra a Covid-19

PL de Inácio Loiola estabelece diretrizes para distribuição de vacinas contra a Covid-19

Alagoas
A pauta da sessão ordinária desta terça-feira (3), que marcou o início das atividades parlamentares neste segundo semestre, teve como destaque o projeto de lei nº 483/2021, que dispõe sobre diretrizes para distribuição de vacinas contra a Covid-19 e prevenção de desvios em Alagoas. De acordo com a matéria, de autoria do deputado Inácio Loiola (PDT), as campanhas de imunização contra a Covid-19 deverão atender a critérios de prioridade estabelecidos pelo Governo do Estado, com base na identificação dos grupos mais vulneráveis à doença. No projeto de lei, o parlamentar observa que a pandemia do coronavírus obriga a todos a buscar soluções para a retomada das atividades cotidianas e que a imunização em massa da população, por meio dos diversos tipos de vacinas, é o caminho mais segu
Cabo Bebeto celebra arrecadação com aumento recorde de venda de armas em Alagoas

Cabo Bebeto celebra arrecadação com aumento recorde de venda de armas em Alagoas

Alagoas
Em pronunciamento durante a sessão plenária desta terça-feira, 3, o deputado Cabo Bebeto (PTC) destacou que a redução do imposto sobre a compra de armas de fogo, insumos e munições, através de lei de sua autoria, trouxe um incremento de cerca de 700% na arrecadação do Estado, e repudiou matéria jornalística que criticou a medida. “O ICMS sobre armas de fogo era de 31%. Nós conseguimos reduzir para 14%. Mostramos durante as tratativas dessa lei que reduzindo a tributação o Estado arrecadaria mais. E o aumento foi de quase 700% no registro de armas de fogo”. Cabo Bebeto. Ele ressalta que o Executivo abriu mão de 55%, beneficiando o comércio, os alagoanos e o Estado. “O Estado arrecadou mais, o alagoano pagou mais barato e o comerciante vendeu mais. Esse é o nosso papel: otimizar ess
Prefeitura de Maceió antecipa pagamento de comissionados para o dia 5 de cada mês

Prefeitura de Maceió antecipa pagamento de comissionados para o dia 5 de cada mês

Maceió
Os servidores comissionados da Prefeitura de Maceió a partir de agora recebem até o dia 5 do mês. A garantia feita pelo prefeito JHC é resultado de uma gestão séria e comprometida com o servidor e com o dinheiro público. De acordo com a Secretaria Municipal de Economia, a herança da administração anterior foi de R$ 332 milhões de déficit nos cofres. O “rombo” encontrado nas contas do Município serviu de combustível para honrar a confiança depositada na gestão atual. A sangria teve que ser estancada e a receita enxugada. A Prefeitura de Maceió fechou então o primeiro trimestre economizando 30% nos gastos com combustíveis, locação de veículos e passagens aéreas. O racionamento chegou a R$ 1,5 milhão. Só de economia no gasto com combustível na frota da Segurança Comunitária, por exe
JHC abre campanha e assina decreto que institucionaliza o Agosto Dourado em Maceió

JHC abre campanha e assina decreto que institucionaliza o Agosto Dourado em Maceió

Maceió
O prefeito JHC assinou, nesta terça-feira (3), decreto que institucionaliza o Agosto Dourado em Maceió como alusão ao aleitamento materno. O objetivo é promover programas e ações voltadas à garantia e direito das mulheres lactantes e crianças no município. O decreto foi assinado durante solenidade de abertura da campanha, no Centro Universitário Tiradentes (Unit), em Cruz das Almas. “Estamos falando do aleitamento materno como forma de proteção da vida. Que cada vez mais vocês se sintam próximas da Prefeitura de Maceió. É um momento de agradecimento, uma conquista para todos nós, um passo adiante. O aleitamento materno segue como um símbolo para a construção do que nós pretendemos e queremos. Que vocês encontrem em nós a força que precisam para continuar lutando. Estamos aqui para dar
Bolsonaro diz que a palavra do ministro Barroso ‘não vale nada’

Bolsonaro diz que a palavra do ministro Barroso ‘não vale nada’

Brasil
Um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovar duas medidas contra o presidente Jair Bolsonaro, o mandatário aproveitou o encontro matinal com seus apoiadores, na frente do Palácio do Alvorada, para responder as duras críticas que recebeu ontem do Judiciário, especificamente do ministro do TSE Luis Roberto Barroso. "Barroso presta um desserviço à população brasileira", destacou, voltando a insistir na instituição do voto impresso no país. "Volto a pedir voto impresso, o Brasil está sendo agredido internamente", emendou. Nas críticas ao presidente do TSE, Bolsonaro voltou a faltar com a verdade e associar o magistrado à defesa da pedofilia, falando algo que já foi desmentido, de que ele defende a redução da maioridade para estupro de vulneráveis e que isso beira a defesa
Arthur Lira colocará em votação PL que censura pesquisas eleitorais e dificulta punir políticos

Arthur Lira colocará em votação PL que censura pesquisas eleitorais e dificulta punir políticos

Política
Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, tem a intenção de colocar em votação amanhã (4) um projeto de lei complementar, de 372 páginas e 902 artigos, que traz diversas alterações na legislação eleitoral, incluindo censura às pesquisas de intenção de voto. O texto contem restrições aos levantamentos eleitorais, enfraquece as cotas para estímulo de participação de mulheres e negros na política, esvazia regras de fiscalização e punição a candidatos e partidos que façam mau uso das verbas públicas e tenta limitar o poder da Justiça de editar resoluções para as eleições. O projeto, relatado pela deputada Margarete Coelho (PP-PI), aliada de Lira, pretende simplesmente revogar toda a legislação eleitoral e estabelecer um único código eleitoral. Para entrar em vigor a