18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Pastor e ex-ministro Milton Ribeiro teria disparado seu revólver na casa do Satanás?

Como ninguém mais liga para nada, ele, certamente, vai receber um indulto de graça e tudo será esquecido.

Biblia, rosário e arma: Esse tem sido o rito no país de cabeça para baixo.

O País anda de cabeça pra baixo e as pessoas passeiam de lado a outro, como se estivessem anestesiadas. Isto é, ninguém liga para nada, mesmo sentindo efeitos nefastos dessa emborcada triste.

E assim que aumentem os preços dos gêneros alimentícios, dos comsbustíveis, dos planos de saúde, das tarifas dos transportes, enfim, que a inflação dispare e a maioria na pobreza sinta o drama.

Pouco importa. Ninguém quer saber se na esquina estão famílias inteiras pedindo “uma esmola pelo amor de Deus”. Muito menos se milhões de jovens andam aflitos sem perspectivas de futuro pela falta de emprego.

Está tudo tão de cabeça para baixo que pastor evangélico, que tanto fala em Deus para os irmãos, anda armado, mesmo que atrapalhado. Mas achou bonitinho ter porte de arma.

E foi em pleno aeroporto de Brasília que o Pastor Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação, que deixou o cargo após o escândalo das propinas em barras de ouro, viu seu revólver disparar acidentalmente e estilhaços atingirem uma jovem funcionária da gol.

O homem que se diz de Deus, da família, pastor, ministro da educação rendeu-se ao próprio revólver que já dispara sozinho, talvez por considerar que o aeroporto, ou a própria Brasília, seja a casa do Satanás.

Como ninguém mais liga para nada, ele, certamente, vai receber um indulto presidencial de graça e tudo será esquecido.

Esse tem sido o rito no país de cabeça para baixo.

E essa amnésia generalizada é que segue normalizando a tragédia e a estupidez nacional.

Tragédia, aliás,  que brota do voto daqueles que, via de regra, chegam a uma outra eleição sem saber em quem votaram na passada.

No País de cabeça para baixo parece mesmo que todos perdemos a humanidade, afinal é muita gente querendo que o outro fique muito além do pior.

Exatamente assim: uns de biblia, outros de terços nas mãos e os de armas…

Armas que realmente disparam e matam.