29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Politicagem tacanha tira direito de mulheres pobres de Marechal ao absorvente higiênico

Projeto que atenderia demanda de jovens estudantes pobres não passa por ser de vereadora de oposição

Absorvente para jovens pobres é garantir dignidade no período da menstruação

Quando o jogo político renega a necessidade da relação republicana e do elevado espírito público, quem perde com isso é a população que mais precisa, sem dúvida nenhuma.

Ganham, portanto, a picuinha e a politicagem que serve bem aos interesses de outros.

Isso pode ser visto esta semana na Câmara Municipal de Marechal Deodoro, quando uma vereadora de oposição, Ledice Cavalcante (PDT), apresentou um projeto de lei que atende as demandas das mulheres pobres do município, mas que foi rejeitado pelos seus pares da bancada de governo.

O projeto diz que fica instituído no município o programa de “fornecimento de absorventes higiênicos nas escolas municipais”, exatamente para atender a uma demanda de jovens adolescentes pobres, cujas famílias não têm condições financeiras para comprar o produto para seus filhos.

Mas, a bancada da situação rejeitou. Segundo a autora da iniciativa, isso se deu por que ela não é alinhada politicamente com o prefeito de Marechal.

É de se lamentar profundamente. Não reconhecer como oportuna e digna a iniciativa, desconsiderando uma demanda legítima de uma parcela importante da comunidade local é, indiscutivelmente, zombar do interesse real da população.

Uma pena que, no País onde a miséria se alastra por falta de políticas públicas e de iniciativas decentes por parte do poder público, a bancada governista da Câmara deodorense não reconheça o valor social de um projeto solidário e de uma ação de saúde pública preventiva e respeitosa da vereadora de oposição.

Isso só demonstra o poder da politicagem tacanha.

 

One Comment

  • Avatar Paulino lopes

    A estupidez dos vereadores da bancada do governo em não aprovar um projeto de interesse da sociedade mostra até onde pode chegar a maldade desses que deviam representar os interesse da população. Lamentável!

Comments are closed.