4 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Renan elogia Lewandowski e o compara ao artilheiro do Bayern: ‘brilham pelo mundo’

Senador, abertamente crítico do ex-juiz Sergio Moro e de procuradores da Lava Jato, apoiou defesa de Lula receber mensagens da Vaza Jato

O senador Renan Calheiros (MDB/AL) elogiou o ministro Ricardo Lewandowski, relator da ação no STF que decidiu liberar o compartilhamento da íntegra das mensagens vazadas da Operação Lava Jato com a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Abertamente crítico do ex-juiz Sergio Moro e de procuradores da Lava Jato, o alagoano chegou a comparar o ministro Lewandovski ao seu homônimo polonês Robert Lewandowski , artilheiro do Bayern de Munique e eleito o melhor jogador do mundo no ano passado.

Na semana passada, também em suas redes sociais, Renan Calheiros já havia afirmdo que Sergio Moro e Deltan Dallagnol tem como destino “a cadeia”.

Vaza Jato

O procurador Deltan Dallagnol e o ex-juiz, e ex-ministro da Justiça de Bolsonaro, Sergio Moro, foram flagrados em trocas de mensagens conspirando contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante o julgamento do ex-presidente na Lava Jato.

Em 2019, um grupo de criminosos cibernéticos hackeou o celular pessoal de Moro, levando à divulgação de conversas com o procurador Deltan Dallagnol em que tratavam de detalhes e andamentos da operação Lava Jato.

Os crimes chegaram à Polícia Federal (PF) e resultaram na Operação Spoofing, que autentificou a veracidade das mensagens. Além de Moro e Dallagnol, outros integrantes da força-tarefa, membros do Executivo e parlamentares do Congresso também tiveram contas invadidas pelos criminosos.

Segundo a legislação brasileira, a Justiça não pode usar provas obtidas de forma ilegal. Porém, há brechas para casos em que o material possa ser utilizado quando benéfico ao acusado.